Ciranda internacional da comunicação compartilhada

agrega noticias de parceiros parcerias da ciranda
Resistir é crime na Palestina sob ocupação

O terceiro dia da Missão Humanitária na Cisjordânia começou inspirado pela expectativa de que a Palestina de fato faça valer o Estatuto de Roma do Tribunal Penal Internacional, para denunciar o Estado de Israel pelos crimes cometidos em Gaza e durante toda a ocupação. Cumprido o prazo regulamentar, a adesão da Palestina ao Estatuto passou a valer na véspera, e o tribunal penal pode ser uma alternativa ao Conselho de Segurança da ONU, que não tomou posição contra o massacre de 2014 e funciona sob influência direta dos Estados Unidos, maior parceiro político e econômico de Israel.

Amanhã vai ser outro dia

A canção de Chico Buarque entoada na fronteira com a Palestina ocupada, controlada por Israel, em 31de março, pelos integrantes da delegação brasileira vinda do Fórum Social Mundial na Tunísia não poderia ser mais apropriada. Sob apartheid, colonização e limpeza étnica contínuos, por parte de Israel, os palestinos demonstram cotidianamente, através de sua resistência, o sentido especial dessa canção.

Brasileiros visitam Hebron e Jerusalém Oriental

Integrantes da Missão Humanitária à Gaza estiveram na quinta-feira (2/4) em Hebron, cidade ao sul da Cisjordânia, onde a ocupação israelense está muito avançada. "É tenebroso. É difícil de falar porque os israelenses ficam em cima da casa dos palestinos jogando lixo nelas. Para evitar que o lixo se acumule, os palestinos colocaram grades e sacos", conta Gal Souza, da Soweto, que integra a missão.

A arte como arma de denúncia

"Quase tudo que pensei para realizar a exposicao de cartoons nao pode ser materializada. Impossivel trazer, na bagagem, mais de 20 metros de canos pvc e suas conexões. Mas, trouxe 20 metros de arame e 20 metros de véu de noiva, vermelho". Confira o relato de Elenara Iabel, curadora da exposição "Arte como arma de denúncia".

A Palestina pede ao Brasil para não ser parceiro do massacre ao seu povo

Despertar em Ramallah sem Soraya e Mohamed, barrados na fronteira da Cisjordânia, fez o efeito que provavelmente a imigração israelense pretendia causar na missão brasileira à Gaza, ao desmantelar o grupo: baixar o ânimo de visitantes que não vieram à Palestina para o turismo histórico ou religioso. A primeira agenda do dia foi voltada a transformar a frustração em atitude junto à representação diplomática brasileira.

Mustafa Barghouti: “A Palestina precisa do apoio do Brasil”

Liderança política palestina e um dos fundadores do movimento BDS, de boicote a Israel para por fim à ocupação, recebe a missão brasileira do FSM e pede ajuda internacional contra o apartheid

Página inicial > FSM/WSF 2015 - TUNIS > Fórum Mundial de Mídia Livre > Chamado à mídia Livre para a cobertura do FSM 2013

Chamado à mídia Livre para a cobertura do FSM 2013

sexta-feira 15 de fevereiro de 2013

Todas as versões desta matéria: [English] [Español] [français] [Português do Brasil]

O 3º Fórum Mundial de Mídia Livre (FMML) chama a mobilização para a cobertura compartilhada do Fórum Social Mundial 2013 em Tunes e lança apelo a militante e , ativistas da comunicação para que participem da ação midiática coletiva.


O próximo Fórum Social Mundial acontecerá em Tunis, entre 26 e 30 de março de 2013. Para isso, os organizadores do 3º FMML lançam um apelo a todas e todos as(os) militantes, ativistas sociais nos espaços de mídia e associações comunitárias, jornalistas cidadãs(ãos), etc, para que se mobilizem para o sucesso da cobertura midiática ativa deste evento, em torno dos diferentes eixos :

Jornal do FSM
Redação de artigos para a publicação diária de uma edição impressa e eletrônica

Televisão do FSM (WSFTV)
Produção e edição de video « podcasts » diários para serem postados no site da WSFTV

Rádio do FSM
Produção e edição diária de programas de rádio, ao vivo e reproduzidos pelas ondas do rádio e da internet

Direto do FSM
Realização de « streaming video » das plenárias e oficinas para oferecer transmissão ao vivo.


O FSM nas mídias sociais e nos sites das organizações parceiras
A difusão de todos os materiais utilizados em plataformas das mídias sociais - Facebook, Youtube, Twitter, assim como nas plataformas livres e nos sites das organizações parceiras : e-joussour, AMARC, IPS, Institut Panos Afrique de l’Ouest (IPAO), Ritimo, Ciranda, etc.

Linguas de cobertura
As princ ipais linguas da cobertura serão : árabe, frances, inglês, espanhol, português.
Outras linguas podem também ser propostas.

Nos apelamos a todos os atores e atrizes que atuam nas mídias e associações comunitárias que nos informem da sua disposição em cobrir as atividades do FSM 2013

Obrigado por enviar seus dados ao seguinte endereço:
fmmltunis chez gmail.com

Sobrenome/Nome :

País :

Organização :

Lingua de trabalho :

Contribuição proposta (diária ou pontual):

Tipo de veículo em que atua (jornal, rádio, tv...):

Instrumentos disponíveis ( computador, gravador, filmadora, etc):

As pessoas que desejam participar da cobertura midiática do Fórum devem preencher o formulário de credenciamento disponível no site FSM 2013

Ver online : Inscreva-se no FSM

Responder a esta matéria