Página inicial > BRASIL > Escola sem Temer: Lutar, resistir e derrotar a Reforma do Ensino (...)

Escola sem Temer: Lutar, resistir e derrotar a Reforma do Ensino Médio!

domingo 16 de outubro de 2016, por Juntos,

Vamos debater na base das escolas do Brasil inteiro uma educação que tenha a nossa cara e nos qualifique e não somente nos transforme em mão de obra barata para o sistema.

Não é novidade para ninguém que a educação precisa de mudanças, e o ilegítimo governo Michel Temer está empenhado em fazê-las… Mas as mudanças propostas por Temer são para muito pior!
A Reforma do Ensino Médio, proposta antidemocraticamente como Medida Provisória (para ser votada de maneira mais rápida) é um deboche contra os que lutam todos os dias para transformar a educação.
Mesmo sabendo que as escolas não têm estrutura (e com a aprovação da PEC 241, menos ainda), a Reforma do Ensino Médio quer tornar obrigatório o ensino técnico e o turno integral. E, com a mudança da divisão de currículo por matérias para divisão por áreas de conhecimento, o ensino da sociologia, filosofia, educação física, arte e espanhol passa a não ser obrigatório. Além disso, essa reforma desvaloriza nossos professores, não exigindo a graduação para lecionar. Ou seja, Michel Temer quer DESMONTAR a educação pública e quer nós, secundaristas, calados e acríticos.
A PEC 241, aprovada em primeiro turno no Congresso Nacional, vai congelar em 20 anos o investimento em educação, além de diversas outras áreas, descumprindo assim as metas do Plano Nacional de Educação e deixando milhões de brasileiros sem creche, sem vaga na universidade e levando até mesmo ao fechamento de Institutos Federais.
Estamos em um momento muito importante da nossa história: os mesmos secundaristas que há pouco tempo conseguiram derrotar Alckmin em São Paulo, Pezão no Rio de Janeiro, Sartori no Rio Grande do Sul e tantos outros poderosos e corruptos pelo país, tem a chance de se reorganizar, agora nacionalmente, contra Temer e toda sua quadrilha!
Ao contrário da escola Temer, nós queremos debater o nosso próprio projeto de educação: vamos debater na base das escolas do Brasil inteiro uma educação que tenha a nossa cara e nos qualifique e não somente nos transforme em mão de obra barata para o sistema. Mas mais do que isso, vamos debater em cada escola do Brasil como iremos derrotar esses verdadeiros golpes na educação! Este é o momento de convencer cada um do porquê ser contra a PEC 241 e a Reforma do Ensino Médio! Seremos multidões a ocupar as ruas e escolas do país, derrotaremos Michel Temer, Mendonça Filho e esse Congresso conservador e corrupto.
Não é possível aceitarmos um governo que gasta, por exemplo, dezenas de milhares em um jantar justamente com o objetivo de cortar os investimentos sociais! Se eles têm suas armas e o seu lado – o dos grandes empresários da saúde e educação e da corrupção- nós temos o nosso e a nossa mobilização!
As dezenas de ocupações de IF’s que se espalham pelo país já são uma pedra no sapato de Temer e seus ataques à educação pública. O estado do Paraná é hoje um barril de pólvora, com mais de 300 escolas ocupadas. Reforçamos a solidariedade contra qualquer repressão de Beto Rocha, e assim como os paranaenses vamos tomar as ruas, praças, redes e escolas, construindo a partir do dia 17 de Outubro, uma semana de lutas contra o governo de Michel Temer e a sua reforma educacional.
Resistir contra essa reforma é resistir pela educação e pelo futuro do país. Não deixaremos que esse governo ilegítimo decida sozinho nossos próximos 20 anos. Sem em 2015 já dizíamos que nossa aula seria na rua e enfrentávamos quem quer que fosse preciso, agora estaremos na luta por mais e não deixaremos que seja feito um corte sequer!


Ver online : Juntos!