Ciranda internacional da comunicação compartilhada

agrega noticias de parceiros parcerias da ciranda
Condamnation du Makhzen et soutien à la lutte du peuple sahraoui

Marocains furieux ont attaqué le modérateur de l’assemblée des mouvements sociaux du FSM qui lisait le texte, M. Moumni Rahmani, un Marocain lui-même, le menaçant et le maltraitant en public et le qualifiant de traître.

Communiqué Sortir du Colonialisme

" Alors que la France a entrepris une guerre au Mali au nom de la lutte contre l’occupation d’une partie de ce territoire par les forces djihadistes, elle ne dit et ne fait rien face au Maroc qui occupe illégalement le territoire d’un autre peuple."

Réfugiés subsahariens du camp de Choucha dans une grève de la faim

Quarante-et-un réfugiés subsahariens du camp de Choucha frappent aux portes du très influent Forum Social Mondial pour réclamer la dignité humaine. L’absence de reconnaissance et de solutions concrètes à Tunis les incite à entamer collectivement une grève de la faim le 29 mars 2013 devant le Haut commissariat aux réfugiés (HCR) de Tunis, mettant leur santé - déjà précaire - en danger.

Le "printemps arabe" invite le mouvement altermondialiste

Las mujeres darán el puntapié “oficial” anticipando con su asamblea mundial la apertura de la 12da edición del Foro Social Mundial (FSM) este 26 de marzo

Accueil > FSM > FSM 2012/2013 fr > IDEC inicia campanha em defesa da internet igual para todos. Participe (...)

IDEC inicia campanha em defesa da internet igual para todos. Participe !

dimanche 28 avril 2013

Com alterações no projeto do Marco Civil da Internet, que tramita no Congresso, Teles poderão condicionar o tipo de uso da rede a quanto as pessoas puderem pagar

Após vários adiamentos na votação do Marco Civil da Internet no ano passado e alteração danosa ao artigo que trata da retirada de conteúdos do ar, está em curso novo ataque ao projeto de lei. O alvo ? A neutralidade da rede.

Ela é a garantia de que o tráfego de dados na internet seja igual para todos. Já pensou ter que pagar um preço para acessar as redes sociais e outro para poder ver vídeos on line ou falar com pessoas pela internet (ex : skype, hangout...) ?

Pois é, o Marco Civil está na Câmara dos Deputados e se não nos mexermos é essa uma das consequências possíveis se forem aprovada as alterações propostas pela empresas de telecom. Será o fim da rede mundial como conhecemos hoje.

Precisamos da sua ajuda para pressionar os deputados e o governo pela aprovação imediata do Marco Civil da Internet sem alterações que prejudiquem os usuários. Envie uma mensagem agora !

www.idec.org.br/mobilize-se/campanhas/marcocivil

Entre outras mudanças, as teles defendem mais exceções à proibição de monitoramento e filtragem de conteúdos na rede, além da retirada do termo “serviços” da proposta legal que protege a neutralidade. Querem, com isso, assegurar que em um futuro próximo possam definir o que você conseguirá ou não fazer na internet dependendo do quanto puder pagar.

O Marco Civil da Internet e um projeto de todos nós e, por isso, deve ser aprovado. Surgindo como uma resposta da sociedade a diversas iniciativas que tentavam restringir direitos e criminalizar grande parte dos usuários na rede, o projeto representa um processo inédito de participação social na elaboração de uma lei. Através das consultas públicas na internet e da realização de diversos seminários e audiências públicas em várias capitais do País, todos os indivíduos e setores puderam contribuir diretamente na construção de seu texto. Isso faz com que o Marco Civil não seja apenas um projeto do Executivo ou do Congresso.

Voir en ligne : IDEC pelo Marco Civil. Participe da campanha agora !

Répondre à cet article