Ciranda internacional da comunicação compartilhada

agrega noticias de parceiros parcerias da ciranda
Condamnation du Makhzen et soutien à la lutte du peuple sahraoui

Marocains furieux ont attaqué le modérateur de l’assemblée des mouvements sociaux du FSM qui lisait le texte, M. Moumni Rahmani, un Marocain lui-même, le menaçant et le maltraitant en public et le qualifiant de traître.

Communiqué Sortir du Colonialisme

" Alors que la France a entrepris une guerre au Mali au nom de la lutte contre l’occupation d’une partie de ce territoire par les forces djihadistes, elle ne dit et ne fait rien face au Maroc qui occupe illégalement le territoire d’un autre peuple."

Réfugiés subsahariens du camp de Choucha dans une grève de la faim

Quarante-et-un réfugiés subsahariens du camp de Choucha frappent aux portes du très influent Forum Social Mondial pour réclamer la dignité humaine. L’absence de reconnaissance et de solutions concrètes à Tunis les incite à entamer collectivement une grève de la faim le 29 mars 2013 devant le Haut commissariat aux réfugiés (HCR) de Tunis, mettant leur santé - déjà précaire - en danger.

Le "printemps arabe" invite le mouvement altermondialiste

Las mujeres darán el puntapié “oficial” anticipando con su asamblea mundial la apertura de la 12da edición del Foro Social Mundial (FSM) este 26 de marzo

Accueil > FSM > FSM 2012/2013 fr > Imprensa sindical convoca cobertura compartilhada do dia 11

Imprensa sindical convoca cobertura compartilhada do dia 11

vendredi 5 juillet 2013, par RFreire

Dia de protestos e paralisações pela pauta dos trabalhadores terá divulgação pelos sites sindicais, agências, rádios, blogs e redes sociais, que usarão a hashtag : #Trabalhadoresnasruas.

A grande imprensa pode não divulgar honestamente a mobilização programada para o próximo dia 11 de julho, quando são previstas greves e paralisações em diferentes horários pelo país, mas essa diversidade de protestos deve circular por outras vias, de sindicato a sindicato, e pelos caminhos da internet. É o que promete a imprensa sindical ao se programar para acionar os seus canais de comunicação e promover uma ação de comunicação compartilhada com blogs, listas e redes sociais em torno do dia de protestos dos trabalhadores.

A estratégia foi definida na última quarta-feira (3) no Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo onde jornalistas do movimento sindical se reuniram para combinar formas e meios de divulgar, cobrir e repercutir o grande protesto nacional convocado por todas as centrais sindicais brasileiras. Reuniram-se profissionais da CUT ; Força Sindical ; CSP-Conlutas ; Nova Central ; Contratuh ; Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes ; Sindicato dos Engenheiros ; Agência Sindical ; Sinthoresp ; Rede Brasil Atual ; Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo ; Centro Mídia Barão de Itararé ; Agência Grita São Paulo ; Rádios Comunitárias ; e TV Aberta São Paulo. O objetivo, de acordo com os organizadores, é fortalecer a manifestação e divulgar o ponto de vista progressista dos trabalhadores, em contraponto à visão conservadora da grande mídia.

Com o Dia Nacional de Lutas com Greves e Mobilizações, a partir do lema “Pelas Liberdades Democráticas e pelos Direitos dos Trabalhadores”, como a manifestação é nomeada pelas centrais, o movimento sindical pretende dar destaque às bandeiras de luta pela Redução da Jornada de Trabalho para 40h semanais sem redução de salários ; Fim do fator previdenciário ; 10% do PIB para a Saúde ; 10% do PIB para a Educação ; Valorização das Aposentadorias ; Transporte público e de qualidade ; ; Reforma Agrária ; Mudanças nos Leilões de Petróleo ; e Rechaço ao PL 4330, sobre Terceirização.

Nessa direção, os profissionais já estão produzindo um roteiro de trabalho, que teve a largada com o programa Câmera Aberta Sindical, após a reunião, com entrevista da jornalista Rita Casaro, do Sindicato dos Engenheiros, sobre a estratégias adotadas. Na manhã de quinta (4), um programa na Rádio Brasil Atual ouviu sindicalistas das várias centrais. Uma entrevista coletiva com essas lideranças está sendo convocada pelo Centro de Mídia Independente Barão de Itararé para o dia 10 de julho, véspera das mobilizações. A Agência Sindical e sua Rádio Web fornecerão boletins permanentes antes, durante e após o dia 11, sobre a mobilização, reivindicações, alcance e impacto do movimento sindical no cenário de manifestações nacionais e processo a caminha da reforma política.

Para acompanhar e divulgar o assunto nas redes sociais, a ação midiática sindical utilizará a hashtag #Trabalhadoresnasruas. Além disso, a Agência Sindical e a Rádio Comunitária Cantareira criarão um evento no facebook com a identidade visual do ato a ser alimentado pelas assessorias das Centrais, com textos e imagens, incluindo notícias da grande mídia. Para integrar a ação ou ser adicionado/a à página do facebook, a orientação é enviar os dados para os emails dayanesantos@agenciasindical.com.br e agenciasindical@agenciasindical.com.br Mais informações podem ser obtidas pelos tels (11) 3231.3453 e 3255.6559. Dayane (7767.3713) ; Franzin (99617.3253). (com #Trabalhadoresnasruas)

Confira as imagens de cartazes e banners sobre o dia 11, que se espalham pela internet

Répondre à cet article