Página inicial > BRASIL > Ciranda Afro > Marilândia Frazão lembra que o 20 de novembro é um dia de luta

Marilândia Frazão lembra que o 20 de novembro é um dia de luta

sexta-feira 23 de novembro de 2007, por Gal Souza, Weber Lopes Góes,

foto: Gal

Weber: Estou aqui com a Marilândia que é coordenadora?

Marilândia: Da implantação da lei 10.639/2003 na Cidade de Osasco.

Weber: Marilândia, pra você qual a importância do dia 20 de novembro em pleno século XXI, Brasil-2007?

Marilândia: Bom, o 20 de novenbro é uma data que nós rememoramos o herói Zumbi de Palmares, aproveitando esse herói que morreu pela liberdade de todos nós e reinvindicarmos o que ainda não conseguimos, então é um dia de luta, não podemos esquecer isso, é o dia de luta.

Weber: O PENAD acabou de divulgar dados sobre a desigualdade racial no Brasil, os dados dizem o seguinte: que os negros ainda continuam recebendo um salário inferior ao branco, como você vê isso?

Marilândia: Olha essa questão ela é gravíssima porque na realidade não basta uma minoria ascender pra que a igualdade seja concluída, o que nós precisamos é de uma política de estado, políticas públicas de ações afirmativas, porque não há mobilidade social, ou equidade social sem políticas e as políticas universalistas não nos contemplam. Nós precisamos de políticas específicas para resolver a situação.

Weber: Pra fechar, hoje nós temos uma questão que está colocada e ainda perdura que é a violência policial, sobretudo ela vem massissamente de uma maneira tão extremada sobre a população negra e sobretudo a juventude. Como é que você vê hoje, principalmente com esse filme que está rolando, Tropa de Elite..etc. Como é pensar hoje a intervenção do Estado sobre a juventude?

Marilândia: Eu acho que a intervenção do Estado nesse ponto é importante, mais eu acho que o Estado tem que dialogar com nossos jovens negros, e descobrir com eles qual é a melhor política, contra essa polícia truculenta, violenta que nós temos no nosso estado brasileiro.
Eu acho que os nossos jovens negros hoje, tem todo um aporte de reinvindicações pra sentar a mesa de negociações para implementar políticas contra essa polícia que está aí, não dá mais.