Ciranda internacional da comunicação compartilhada

agrega noticias de parceiros parcerias da ciranda
Para onde iriam os refugiados de Yarmouk?

A população resiste ao Estado Islâmico, que na semana passada tomou 90% do campo de refugiados e começa a recuar. Mas há muitas famílias isoladas, sem água e comida, onde a ONU não consegue entrar pra fazer um resgate. Mas que resgate?

Itamaraty repudia proibição de acesso de brasileiros à Cisjordânia

O Ministério das Relações Exteriores (MRE) informou que o embaixador brasileiro em Israel, Henrique Sardinha, manifestou a contrariedade com o fato de dois brasileiros integrantes da Missão Humanitária a Gaza do Fórum Social Mundial terem sido barrados pelo serviço de imigração israelense.

Resistir é crime na Palestina sob ocupação

O terceiro dia da Missão Humanitária na Cisjordânia começou inspirado pela expectativa de que a Palestina de fato faça valer o Estatuto de Roma do Tribunal Penal Internacional, para denunciar o Estado de Israel pelos crimes cometidos em Gaza e durante toda a ocupação. Cumprido o prazo regulamentar, a adesão da Palestina ao Estatuto passou a valer na véspera, e o tribunal penal pode ser uma alternativa ao Conselho de Segurança da ONU, que não tomou posição contra o massacre de 2014 e funciona sob influência direta dos Estados Unidos, maior parceiro político e econômico de Israel.

Amanhã vai ser outro dia

A canção de Chico Buarque entoada na fronteira com a Palestina ocupada, controlada por Israel, em 31de março, pelos integrantes da delegação brasileira vinda do Fórum Social Mundial na Tunísia não poderia ser mais apropriada. Sob apartheid, colonização e limpeza étnica contínuos, por parte de Israel, os palestinos demonstram cotidianamente, através de sua resistência, o sentido especial dessa canção.

Brasileiros visitam Hebron e Jerusalém Oriental

Integrantes da Missão Humanitária à Gaza estiveram na quinta-feira (2/4) em Hebron, cidade ao sul da Cisjordânia, onde a ocupação israelense está muito avançada. "É tenebroso. É difícil de falar porque os israelenses ficam em cima da casa dos palestinos jogando lixo nelas. Para evitar que o lixo se acumule, os palestinos colocaram grades e sacos", conta Gal Souza, da Soweto, que integra a missão.

A arte como arma de denúncia

"Quase tudo que pensei para realizar a exposicao de cartoons nao pode ser materializada. Impossivel trazer, na bagagem, mais de 20 metros de canos pvc e suas conexões. Mas, trouxe 20 metros de arame e 20 metros de véu de noiva, vermelho". Confira o relato de Elenara Iabel, curadora da exposição "Arte como arma de denúncia".

Memorial Presenças

quarta-feira 24 de abril de 2013

Em PDF, os painéis que integram a exposição do Fórum Mundial de Mídia Livre, em homenagem a pessoas que inspiraram sua construção

PDF - 5.6 MB

Responder a esta matéria