Página inicial > BRASIL > Ciranda Afro > Movimentos organizam vigília contra o genocídio da população preta e (...)

Movimentos organizam vigília contra o genocídio da população preta e periférica

quinta-feira 10 de novembro de 2016, por ,

ATO - VIGÍLIA: Em memória dos 5 jovens negros presos, desaparecidos, torturados, mortos e decapitados pela PM na Zona Leste de SP, e tantos outros de todos os dias!

Hoje, diversos movimentos populares realizam uma vigília nas proximidades da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo para denunciar e repudiar o assassinatos de mais cinco jovens negros da periferia de São Paulo.

Mobilização visa denunciar aval do governador do Estado Geraldo Alckmin na participação da PM em assassinatos.

Os jovens Jonathan Moreira Ferreira, 18 anos, César Augusto Gomes Silva, 20, Caique Henrique Machado Silva, 18, Jonas Ferreira Januário, 30, e Robson de Paula, 17 - que ficou paraplégico ao ser baleado pela polícia -, sumiram após saírem de carro da zona leste da capital paulista para uma festa em Ribeirão Pires.

A Ouvidoria da polícia acompanha o caso, pois há indícios de que as mortes tenham tido participação de policiais. Segundo ouvidor de polícias do estado, os cinco corpos encontrados neste domingo (6) são dos adolescentes. Os corpos foram encontrados com sinais de tortura e um deles estava decapitado. Ao redor também foram encontradas cápsulas de munição .40, geralmente usadas pela PM.

"Ante os assassinatos corriqueiros e permanentes desaparecimentos que se dão em dose homeopática e sistemática de nossos corpos negros nas periferias de SP e do Brasil, nos levantamos para exigir a responsabilização daqueles que exercem o poder e são diretamente responsáveis pela ações policiais", diz trecho da nota de convocação do ato, que também exige a saída, deposição e o impeachment de Alckmin por crime de violação permanente dos direitos humanos.

Data: HOJE ! QUINTA-FEIRA | 10 de Novembro | 18h00
Local: Largo São Francisco – AO LADO da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo.

O ato é convocado por:

Mães de Maio
#FrenteAlternativaPreta
Uneafro-Brasil
Núcleo de Consciência Negra na USP
Kilombagem
Coletivo de Esquerda Força Ativa
Círculo Palmarino
Rede Quilombação
Soweto Organização Negra
Revista Quilombo
ONG Combat Social
Cedeca Sapopemba
Cedeca Interlagos
Frente Evangélica Pelo Estado de Direito
Quilombo Cabeça de Nego
Coletivo Terça Afro
Fórum Municipal de Educação de Santo André
FFB - Frente Favela Brasil
Núcleo Reflexo de Palmares (Unifesp)
Coletivo Enegrecer da USJT
Coletivo Dente de Leão
AEUSP - Associação de Educadores da USP
AMO Associação Mulheres de Odum e Espaço Cultural Caxueras - Cohab Raposo Tavares
#MAIS
Projeto Meninos e Meninas de Rua
Coletivo Negro Vozes - UFABC
Movimento Negro Evangélico
Observatório da Juventude - Zona Norte
Coletivo Perifatividade
Núcleo Impulsor da Marcha das Mulheres Negras São Paulo
NEAB-UNIFESP
CDHS - Centro de Direitos Humanos de Sapopemba
Instituto Daniel Comboni de Sapopemba
Coletivo Perifatividade​
Coletivo Ampliações CRESS-SP
MH2O Hip-Hop Organizado​
Fala Guerreira​
Coletivo Baobá - Movimento de Cursinho Popular​
Cdh Sapopemba
ACAT Brasil
Centro Gaspar Garcia de DHs
Cedheca Paulo Freire
Instituto Paulo Freire
Organização Brasil Popular
Coletivo Ecoa Preta
Fórum Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente
Brigadas Populares
APROSESP - Associação dos Professores de Sociologia do Estado de São Paulo
Forum DCA Sapopemba
Rede Social de Justiça e Direitos Humanos
Centro de Direitos Humanos e Cidadania do Imigrante/CDHIC,
Grito dos Excluídos Continental
Justiça, Paz e Integridade da Criação (JUPIC)
Articulação Espaço Sem Fronteiras
Rede Um Grito pela Vida no enfrentamento ao Tráfico de Pessoas
Associação Franciscana de Defesa de Direitos e Formação Popular
Fórum da Criança e do Adolescente de Sapopemba - Tecendo a Rede
ODARA - Instituto da Mulher Negra/BA
Rede de Mulheres Negras do Nordeste
Fórum Permanente de Igualdade Racial - FOPIR
Criola - RJ
Fórum Social de Manguinhos
Grupo Som de Preta
Espaço Socialista
Frente Combativa - UFABC
Sindicato dos trabalhadores das Universidades Federais do ABC-SinTUFABC
Primavera Socialista
Iniciativa Sindical Mauá
Coletivo Merlino
Coletivo Negro da USP de Ribeirão Preto
Movimento Cultural das Periferias
Coletivo de Oya - Mulheres Negras da Periferia de SP
Instituto de Mulheres Negras do Amapá - IMENA
Associação de Mulheres Mãe Venina do Quilombo do Curiaú - Amapá.
ACMUN - Associação Cultural de Mulheres Negras
Rede de Mulheres Negras para Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional
Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades - CEERT
Nzinga coletivo de Mulheres Negras de BH
Instituto de Mulheres Negras de Mato Grosso
Grupo do Mulheres Negras Mãe Andresa
Centro de Cultura Negra do Maranhão
Fórum de Entidade Negras do Maranhão
Movimento Moleque
FRENER - Frente Negra de Erradicação do Racismo