Página inicial > FSM WSF 2017 > Não me representa: poeta denuncia coronéis que atentam contra (...)

VÍDEO

Não me representa: poeta denuncia coronéis que atentam contra democracia

Vinicius Borba, poeta de perifa e novo compartilhador da Ciranda comunica em rima o perfil dos parlamentares que exigem retrocessos no Congresso

terça-feira 22 de março de 2016, por Vinicius Borba,

O poeta Vinicius Borba faz denúncia contundente por meio do poema Não me representa, publicado em seu primeiro livro, o Fora da Ordem.

"Não me representa o pastor que guia lobos/ que se diz fiel em Cristo/ endemoniza o inimigo/ mantendo conta na Suiça", delata de forma quase premiada o poeta Vinicius Borba, agitador cultural da perifeira do Distrito Federal que demonstra em poesia os vários coronéis que constroem a "não representatividade" da atual conformação do Congresso Nacional. Assista e tire suas próprias conclusões.

Em pleno ato A Favor da Democracia e contra o golpe, puxado pela Frente Brasil Popular em todas as capitais brasileiras no dia 18 de março, Vinicius Borba recitou seu poema denunciando a cara do Congresso Nacional menos representativo do perfil real do povo brasileiro, segundo características indicadas pelo IBGE. Ouça e assista, tirando as próprias conclusões. Acesse também o livro Fora da Ordem, de autoria de Vinicius, em versão hipertextual.

Filmagens e edição: Júlia Lanz, Yuri Soares, com colaboração da Frente Brasil Popular.


Ver online : Livro de poesia hipertextual Fora da Ordem, de Vinicius Borba