Página inicial > BRASIL > Novos brasileiros

Novos brasileiros

domingo 27 de agosto de 2017, por Christ Kamanda,

Evento em SP debate desafios da integração de imigrantes à sociedade brasileirai

Foto: Gabrielly Breslawskij/MIM

Encontro entre culturas foi o tema do debate organizado pela Missão Imigrante (MIM) no último dia 14 de agosto, na sede da instituição no centro da cidade de São Paulo.

O tema foi abordado pela assistente social/ sócio-psicóloga brasileira Carla Aparecida Silva Aguilar do CAMI (Centro de Apoio e Pastoral do Migrante), pela peruana Rocio Shuña, do Coletivo Yana Willqa e doutoranda em Psicologia pela USP, e pelo jornalista congolês Christ Kamanda, do próprio MIM.

O evento promovido pela organização traz uma discussão política sobre a integração, pensando em algo que vai além de coesão, unidade, equilíbrio ou harmonia, pois a diferenciação é uma qualidade essencial das relações sociais.

Nas palestras, Rocio Shuña introduziu o debate para os questionamentos de conflitos culturais que existem na sociedade. Ela se baseou tanto no discurso ouvido como na romantização do país acolhedor, e na sua realidade de vida como imigrante estudante no Brasil.

Já Carla Aguilar insistiu sobre a questão de políticas públicas para imigrantes. Que o poder publico precisa acompanhar as leis e garantir direitos para todos, brasileiros e Imigrantes. Os imigrantes precisam buscar as informações e conhecer seus direitos. Na sua fala, a assistente social do CAMI, colocou também a importância da saúde do imigrante como uma prioridade. Como exemplos, citou o acolhimento nos postos de saúde para uma pessoa com a dificuldade de idioma e a má preparação dos funcionários públicos para receber os imigrantes. Esses fatores dificultam que os direitos sejam garantidos e, muitas vezes, por falta de desconhecimento dos mesmos funcionários, os imigrantes são ignorados e excluídos de muitos serviços públicos e dos seus direitos sociais.

Em sua fala no evento, Christ Kamanda focalizou que o MIM parte do princípio de que a integração social não apaga as diferenças. Pelo contrário, ela as coordena e orienta. Considerando essas afirmações, o Missão Imigrante (MIM) visa estabelecer um espaço para debate sobre a ideia de integração entre culturas, a importância disso e benefício para a sociedade.

A proposta desse encontro é fomentar o quão benéfica é para o momento atual a participação de múltiplos indivíduos em diferentes grupos para compor uma sociedade mais democrática e cooperativa. O MIM, tem em suas propostas de atuação, o protagonismo dos Imigrantes e Refugiados através da valorização das produções científicas e culturais. Uma iniciativa de acolhimento, apoio, articulação e promoção de encontros entre culturas. O debate foi rico em troca de experiência, culturas e conhecimentos.