Página inicial > BRASIL > Por onde saem os bebês?

Por onde saem os bebês?

segunda-feira 7 de setembro de 2015, por ,

A Maria Eduarda e a Rayane de Caeté, Minas Gerais, nos mandaram uma pergunta que muitas crianças se fazem: "Por onde saem os bebês?" Então vamos ver como os colaboradores do projeto Universidade das Crianças explicam este mistério...

"Eu também pensava sobre isso quando era criança, ver uma barriga tão grande e de repente ver o bebê prontinho no colo da mãe. Isso realmente deixa a gente com a pulga atrás da orelha! Como o bebê sai lá de dentro? Por onde ele passa?

Veja só, durante a gravidez o bebê fica dentro do útero, um órgão na barriga da mãe e durante nove meses o corpo do bebê vai se desenvolvendo. Ele fica muito bem protegido, pois fica envolvido por uma membrana chamada placenta. E fica banhado por um líquido claro, meio amarelado, chamado de líquido amniótico. O líquido amniótico ajuda a amortecer alguma pancada que a mãe possa levar na barriga, evitando assim que o bebê se machuque.

Normalmente o bebê sai pela vagina da mãe – é o que chamamos de parto. Pouco antes do parto o bebê fica de cabeça para baixo. O corpo da mãe produz algumas substâncias que fazem o útero se contrair e isso ajuda o bebê a sair pela vagina. Essas contrações costumam ser dolorosas, mas existem algumas posições que podem ser mais confortáveis pra mãe e para o bebê.

Quando o parto normal não é possível, é realizada uma cirurgia cesariana. O médico ou a médica faz um corte na barriga da mãe, por onde tira o bebê de dentro do útero. Depois o corte é costurado e a mãe tem que ficar em repouso até se recuperar. Com o tempo, a pele se regenera e no lugar do corte fica apenas uma cicatriz.

Logo ao nascer, uma criança não é tão limpinha e arrumadinha como os bebês de capa de revista. Ela nasce com um líquido grosso, meio amarelado e com um pouquinho de sangue no corpo que vem de vasos sanguíneos que se rompem no corpo da mulher. Mas não se assuste: esses vasos logo logo se cicatrizam.

Assim que o bebê nasce já pode respirar sozinho e pode então descansar bem confortável nos braços da mãe."

A resposta a essa pergunta foi adaptada de três textos do livro "Que cegonha o quê!" que o Universidade das Crianças lançou pela Editora do Professor.


Ver online : Universidade das Crianças