Ciranda internacional da comunicação compartilhada

agrega noticias de parceiros parcerias da ciranda
Condamnation du Makhzen et soutien à la lutte du peuple sahraoui

Marocains furieux ont attaqué le modérateur de l’assemblée des mouvements sociaux du FSM qui lisait le texte, M. Moumni Rahmani, un Marocain lui-même, le menaçant et le maltraitant en public et le qualifiant de traître.

Communiqué Sortir du Colonialisme

" Alors que la France a entrepris une guerre au Mali au nom de la lutte contre l’occupation d’une partie de ce territoire par les forces djihadistes, elle ne dit et ne fait rien face au Maroc qui occupe illégalement le territoire d’un autre peuple."

Réfugiés subsahariens du camp de Choucha dans une grève de la faim

Quarante-et-un réfugiés subsahariens du camp de Choucha frappent aux portes du très influent Forum Social Mondial pour réclamer la dignité humaine. L’absence de reconnaissance et de solutions concrètes à Tunis les incite à entamer collectivement une grève de la faim le 29 mars 2013 devant le Haut commissariat aux réfugiés (HCR) de Tunis, mettant leur santé - déjà précaire - en danger.

Le "printemps arabe" invite le mouvement altermondialiste

Las mujeres darán el puntapié “oficial” anticipando con su asamblea mundial la apertura de la 12da edición del Foro Social Mundial (FSM) este 26 de marzo

Accueil > FSM > FSM 2012/2013 fr > Rio terá ato em defesa da Lei de Meios da Argentina nesta sexta

Rio terá ato em defesa da Lei de Meios da Argentina nesta sexta

Argentina vive o 7D, prazo dado para os grupos de comunicação se enquadrarem

vendredi 7 décembre 2012, par Deborah Moreira

Um dia antes do prazo, a Fintech Advisory, empresa que controla 40% das ações da Cablevisión, do Grupo Clarín, anunciou que pretende cumprir a Nova Lei de Meios da Argentina. Acompanhe os acontecimentos do chamado 7D a partir da cobertura do ComunicaSul.

Nesta sexta-feira, 7 de dezembro, os argentinos vivem a expectativa do prazo para que os grandes grupos de comunicação do país apresentem cronogramas para se ajustarem à Nova Lei de Meios. Neste dia, diversas mobilizações ocorrerão em apoio a medida que regulamenta a mídia argentina. No Rio de Janeiro, movimentos sociais preparam um Ato Público em Defesa da Lei de Meios, às 12h, em frente ao Consulado da Argentina (Praia de Botafogo).

Entre as entidades que promovem o ato está a Fale Rio, que representa o Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC) no estado fluminense. Para Theófilo Rodrigues, que também é diretor de Comunicação da Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), as mobilizações em apoio à lei são importantes para sinalizar ao governo brasileiro a necessidade de um novo marco regulatório da comunicação brasileira.

"Além de ser um ato em apoio aos argentinos, é uma forma dos movimentos sociais sinalizarem, ao governo Dilma, que querem um novo marco regulatório", afirmou Rodrigues.

Também estão programados atos públicos em outras cidades brasileiras.

Abaixo, a convocatória feita aos movimentos sociais na rede social :

"No dia 7 de dezembro de 2012 todas as empresas Argentinas deverão se adequar ao marco regulatório criado pela Lei de Meios. Será uma data muito importante para todos que lutam pela democratização dos meios de comunicação.

Aqui no Brasil os movimentos sociais darão seu apoio para a Lei de Meios através de um ato político na frente do Consulado da Argentina, na Praia de Botafogo.

Todos que lutam pela liberdade de expressão estão convocados !"

Cobertura colaborativa

A Rede ComunicaSul Comunicação Colaborativa está na Argentina para cobrir o chamado 7D, neste 7 de dezembro, data limite concedida aos meios de comunicação que detêm mais veículos que o permitido pela nova Lei de Meios. Eles terão que se desfazer de parte de suas concessões. Os jornalistas Vanessa Silva e Leonardo Wexell Severo, acompanham no país vizinho as manifestações e atividades que serão realizadas no país.

Acompanhe pelo link ComunicaSul

Com informações do Vermelho

Répondre à cet article