Página inicial > Ciranda Mundi > Sem dizer uma palavra, jovens são expulsos do Qatar por causa de um (...)

Sem dizer uma palavra, jovens são expulsos do Qatar por causa de um cartaz

sexta-feira 7 de dezembro de 2012, por Evelyn Araripe,

Em questão de segundos os jovens foram abordados pela polícia das Nações Unidas, tiveram as suas credenciais retiradas (ou seja, foram expulsos do evento) e foram convidados a se retirar do país em 24 horas.

Falta um dia para a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças do Clima – COP18 chegar ao fim aqui em Doha, no Qatar, e os negociadores estão relutantes para chegar a algum acordo. Enquanto isso, a segurança da ONU conseguiu chamar a atenção na tarde dessa quinta-feira, 06.12, com um exemplo de intolerância e falta de liberdade de expressão. Os jovens Raied Ghalabawye Aneese Amerouche, da Líbia e da Algéria, respectivamente, foram expulsos da Conferência e do país árabe após erguerem uma bandeira com os dizeres “Qatar, why host, not lead?”(Qatar, porque sediar e não liderar?).

Em questão de segundos os jovens foram abordados pela polícia das Nações Unidas, tiveram as suas credenciais retiradas (ou seja, foram expulsos do evento) e foram convidados a se retirar do país em 24 horas. Resumindo, sem pronunciar uma única palavra, apenas por erguer um cartaz, dois jovens são expulsos de uma Conferência e de um país!

A total intolerância da ONU para manifestações não autorizadas previamente em seus eventos já é conhecida e fazer quaquer intervenção sem uma autorização é passível de perder a credencial. Mas, ser expulso do país? As Nações Unidas diz que isso acontece porque o visto que o governo do Qatar disponibilizou era para a participação na COP18. Uma vez que as credenciais foram retiradas, o visto também perde a sua validade.

Assista o vídeo com o momento em que os jovens foram abordados pela segurança da ONU:


Ver online : Sem dizer uma palavra, jovens são expulsos do Qatar por causa de um cartaz