Página inicial > BRASIL > "Um Fio de Esperança: Independência ou Guerra no Saara Ocidental"

"Um Fio de Esperança: Independência ou Guerra no Saara Ocidental"

segunda-feira 20 de março de 2017, por Ciranda,

Participe da campanha pela finalização do documentário sobre a última colônia da África. Filme também pode sensibilizar o Brasil, que ainda não reconhece a independência do Saara Ocidental

Negligenciado pelo mundo, o Saara Ocidental é um dos conflitos de independência mais longos da atualidade. O documentário "Um Fio de Esperança: Independência ou Guerra no Saara Ocidental" conta a história da resistência do povo saharaui, que há 26 anos espera a realização de um referendo de autodeterminação, e explora a frustração crescente desse povo com o processo de paz da ONU, seja nos acampamentos de refugiados, nas zonas liberadas ou nos territórios ocupados há mais de 40 anos ilegalmente pelo Marrocos.

Em Dezembro de 2016 os pesquisadores Rodrigo Duque Estrada e Renatho Costa foram para o norte da África conhecer a última colônia africana. Com suas câmeras registraram uma realidade que apesar de muito pouco conhecida no Brasil e praticamente um tabu no mundo árabe, representou a fagulha que irradiou a Primavera Árabe. Percorrendo cidades como Madrid, Antuérpia, Argel e São Paulo, Rodrigo e Renatho entrevistaram ativistas de Direitos Humanos e saharauis da diáspora. Nos acampamentos de refugiados, situados em Tindouf, na Argélia, conheceram mais de perto a dureza da vida na Hamada, a região mais inóspita do deserto, e também a estrutura política que lidera a frente de resistência. Nas zonas liberadas (cerca de 15% do território), acompanharam a vida dos beduínos que vivem sob o constante perigo das minas terrestres (mais ou menos 7 milhões de minas espalhadas), e ficaram de frente a frente com o fuzil dos soldados marroquinos que patrulham a "Berma", um muro com mais de 2.700 km de extensão que divide o território e separa as famílias saharauis. E em El Laayoun, capital do território ocupado, foram clandestinamente entrevistar os ativistas saharauis que vivem sob o constante medo da repressão e da tortura.

O documentário também questiona a posição de neutralidade do Brasil, que é um dos únicos países na América Latina que ainda não reconhece a independência do Saara Ocidental, contribuindo para a normalização de uma violência sistemática contra os saharauis e o saqueio das riquezas de sua terra.
Acesse e participe da campanha de crowdfunding

Além do documentário, foi produzida uma série de fotos sobre a realidade do povo do Saara Ocidental. Estas fotos compõem uma exposição móvel que tem por foco a difusão deste tema. Para obter maiores informações sobre o projeto, visite o site oficial do documentário, onde atualizaremos a agenda de exibições.

https://www.catarse.me/pt/umfiodeesperanca


Ver online : Site oficial do projeto


Participe da campanha pela finalização do documentário sobre a última colônia da África. Filme também pode sensibilizar o Brasil, que ainda não reconhece a independência do Saara Ocidental