Ciranda internacional da comunicação compartilhada

agrega noticias de parceiros parcerias da ciranda
Megaeventos geram violação de direitos de crianças e adolescentes

Para pensar ações de combate a essas violações de direitos de crianças e adolescentes durante a Copa do Mundo de 2014 foi criado o Comitê de Proteção Integral da Criança e do Adolescente para os Megaeventos Esportivos.

Recurso do Ministério Público Federal não impede a continuação das obras de Belo Monte

O Tribunal Regional Federal (TRF) da primeira Região autorizou o retorno das atividades do Consórcio Construtor Belo Monte na última sexta-feira (20).

Novos estádios da copa refletem mercantilização do futebol

A remodelação dos estádios que vão receber a Copa do Mundo de 2014 traz um novo paradigma para as tradicionais formas de torcer.

Pesquisas revelam dados alarmantes sobre os gastos para a copa de 2014

Dos 20 estádios mais caros do planeta, metade se encontra no Brasil. A constatação é de que nunca se gastou tanto em estádios como no Brasil nesses últimos anos.

Agenda

Pará - Roda de conversa - Mulher Negra na Amazônia: Que dasafio é esse?

Prevenção de violência sexual contra crianças e adolescentes estará em pauta na capacitação do radiotube.org.br em Florianópolis. - Oficinas gratuitas de rádio, vídeo e internet com foco em cidadania na Região Sul

Amazônia - Fórum Social Pan-Amazônico

Vídeos

Cuidado: Israel quer ocupar a sua timeline

Rádio

Galerias de Fotos

Cada um(a) fazendo a sua parte



Artes

Página inicial > FSM > FSM 2012/2013 > IDEC inicia campanha em defesa da internet igual para todos. (...)

IDEC inicia campanha em defesa da internet igual para todos. Participe!

domingo 28 de abril de 2013

Com alterações no projeto do Marco Civil da Internet, que tramita no Congresso, Teles poderão condicionar o tipo de uso da rede a quanto as pessoas puderem pagar

Após vários adiamentos na votação do Marco Civil da Internet no ano passado e alteração danosa ao artigo que trata da retirada de conteúdos do ar, está em curso novo ataque ao projeto de lei. O alvo? A neutralidade da rede.

Ela é a garantia de que o tráfego de dados na internet seja igual para todos. Já pensou ter que pagar um preço para acessar as redes sociais e outro para poder ver vídeos on line ou falar com pessoas pela internet (ex: skype, hangout...)?

Pois é, o Marco Civil está na Câmara dos Deputados e se não nos mexermos é essa uma das consequências possíveis se forem aprovada as alterações propostas pela empresas de telecom. Será o fim da rede mundial como conhecemos hoje.

Precisamos da sua ajuda para pressionar os deputados e o governo pela aprovação imediata do Marco Civil da Internet sem alterações que prejudiquem os usuários. Envie uma mensagem agora!

www.idec.org.br/mobilize-se/campanhas/marcocivil

Entre outras mudanças, as teles defendem mais exceções à proibição de monitoramento e filtragem de conteúdos na rede, além da retirada do termo “serviços” da proposta legal que protege a neutralidade. Querem, com isso, assegurar que em um futuro próximo possam definir o que você conseguirá ou não fazer na internet dependendo do quanto puder pagar.

O Marco Civil da Internet e um projeto de todos nós e, por isso, deve ser aprovado. Surgindo como uma resposta da sociedade a diversas iniciativas que tentavam restringir direitos e criminalizar grande parte dos usuários na rede, o projeto representa um processo inédito de participação social na elaboração de uma lei. Através das consultas públicas na internet e da realização de diversos seminários e audiências públicas em várias capitais do País, todos os indivíduos e setores puderam contribuir diretamente na construção de seu texto. Isso faz com que o Marco Civil não seja apenas um projeto do Executivo ou do Congresso.

Ver online : IDEC pelo Marco Civil. Participe da campanha agora!

Responder a esta matéria