Ciranda internacional da comunicação compartilhada

agrega noticias de parceiros parcerias da ciranda
Megaeventos geram violação de direitos de crianças e adolescentes

Para pensar ações de combate a essas violações de direitos de crianças e adolescentes durante a Copa do Mundo de 2014 foi criado o Comitê de Proteção Integral da Criança e do Adolescente para os Megaeventos Esportivos.

Recurso do Ministério Público Federal não impede a continuação das obras de Belo Monte

O Tribunal Regional Federal (TRF) da primeira Região autorizou o retorno das atividades do Consórcio Construtor Belo Monte na última sexta-feira (20).

Novos estádios da copa refletem mercantilização do futebol

A remodelação dos estádios que vão receber a Copa do Mundo de 2014 traz um novo paradigma para as tradicionais formas de torcer.

Pesquisas revelam dados alarmantes sobre os gastos para a copa de 2014

Dos 20 estádios mais caros do planeta, metade se encontra no Brasil. A constatação é de que nunca se gastou tanto em estádios como no Brasil nesses últimos anos.

Agenda

Prevenção de violência sexual contra crianças e adolescentes estará em pauta na capacitação do radiotube.org.br em Florianópolis. - Oficinas gratuitas de rádio, vídeo e internet com foco em cidadania na Região Sul

Amazônia - Fórum Social Pan-Amazônico

Pará - Seminário: Diretrizes da Educação Escolar Quilombola

Vídeos

Cuidado: Israel quer ocupar a sua timeline

Rádio

Galerias de Fotos

Cada um(a) fazendo a sua parte



Artes

Página inicial > FSM > FSM 2012/2013 > Chamem Moisés que o Mar Vermelho vai ser atravessado novamente

Chamem Moisés que o Mar Vermelho vai ser atravessado novamente

sábado 8 de junho de 2013, por André Napoleão Napoles

Agora estão batendo na minha cara com um chinelo havaianas. Mas não é por isso que eu perdi minha Lucidez. O primeiro ministro da Turquia diz: “Vão para casa pacificamente” após garantir que não recuará com os seus planos para a construção de + um shopping em um parque de Istambul e que a "minoria" (que protesta para a não destruição do resto de natureza) não iria fazer reverter o projeto. Essa minoria, segundo ele é composta de “extremistas”, “pessoas implicadas em terrorismo” e contam também com participação estrangeira (tipo eu). Com essa graça vos apresento esse texto maravilha que vai chutar a cara dos apresentadores do telejornal, sem direito a poção de vida.

André?

Presente!

Fiz minha lição de casa, mesmo depois de faltar 2 semanas seguidas.

Tudo bem, já não me preocupo mais tanto com o boletim e com as notas finais.

Mas você ficou sabendo do que está acontecendo na TURQUIA?

- não, hoje nem li jornal e também só assisti a Ana Maria conversando com um médico sobre como a cor azul pode ser confundida pela verde quando o sol amarelo está sobre ela.

Tudo bem, eu li por cima, vou te dizer, é meio engraçado e estranho, sabe, um grupo de pessoas se reuniu em um parque por que eles queriam impedir que o governo e umas empresas derrubassem cerca de 600 árvores para a construção de um shopping, e então eles foram atacados pela polícia, agora faz 7 dias que a população está protestando sem parar. Eles pedem por justiça, pedem por diálogo e por um governo que respeite a população.


Mas por que parar por aí? são tantas informações que estão circulando...

Vou unir aqui para vocês acessarem

Primeiro, vamos as recentes declarações do Primeiro Ministro da Turquia:

Erdogan exige fim “imediato” dos protestos na Turquia

Nesse texto diz que ele ’afirmou que os protestos “perderam o seu carácter democrático” e cederam “ao vandalismo”.’

Nesse outro o título diz:

Primeiro-ministro turco garante que não cede aos protestos de uma "minoria"

Em texto do Estadão:

Turquia: Erdogan diz que protestos ’beiram ilegalidade’
"Este protesto inicial tomou dimensões maiores e se espalhou para várias partes do país, onde os manifestantes também expressam seu descontentamento com o governo"

Odeio levar as pessoas para passear e errar o caminho e cair numa quebrada perigosa. Mas vem por aqui agora e esquece tudo isso que vocÊ leu!

Pra esse momento ficar melhor ainda,vamos abrir uma galeria de imagens muito boa, feita por ativistas da turquia

E então vem o trecho de um texto escrito por Sumandef e enviado 4 dias após o início da mobilização:

"Há 4 dias, um grupo de pessoas que não pertencia a nenhuma organização ou ideologia específica se reuniu no Parque Gezi, em Istambul. Entre eles, muitos amigos e alunos meus. O motivo era simples: protestar contra a futura demolição do parque em função da construção de mais um shopping no coração da cidade. Há muitos shoppings em Istambul, pelo menos um em cada bairro! A derrubada das árvores estava marcada para começar no início da manhã de quinta-feira. As pessoas foram para o parque com seus cobertores, livros e filhos. Armaram suas barracas e passaram a noite embaixo das árvores. De manhã cedo, quando os tratores começaram a arrancar as centenárias árvores do chão, eles as enfrentaram, a fim de parar a operação.

Não fizeram nada além do que ficar parados na frente das máquinas.

Nenhum jornal, nenhuma televisão estava lá para cobrir o protesto. Um completo apagão da mídia.

Mas a polícia chegou com canhões de água e spray de pimenta. Perseguiram e expulsaram as pessoas do parque.

De noite, o número de protestantes multiplicou, assim como as forças policiais ao redor do parque. Enquanto isso, a prefeitura de Istambul fechou todas as vias que levam à Praça Taksim, onde o parque está localizado. O metrô foi fechado, as barcas foram canceladas, as estradas foram bloqueadas.

Ainda assim, cada vez mais pessoas foram caminhando para o centro da cidade.

Vieram de todas as partes de Istambul. Pessoas de origens, ideologias e religiões diferentes. Todos se reuniram para impedir a demolição de algo muito maior do que o parque: o direito de viver como cidadãos honrados deste país."

Leia o texto completo

Ah se Pedro Alvares Cabral soubesse ele não teria avisado ninguém!

(AtUALIZAÇÃO)
Confira novo texto:

A República Livre de Taksim

http://spanishrevolution11.wordpress.com/2013/06/09/the-free-republic-of-taksim/

Trecho traduzido:

No momento, a Praça Taksim é o que os anarquistas chamam de "Zona Autônoma Temporária". Em outras palavras, é uma bolha no tempo e no espaço, em que a liberdade foi alcançado. Não vai durar para sempre, mas vai dar origem a outras bolhas. E assim por diante. Até ferver. Até que todo o maldito sistema tenha evaporado.

Responder a esta matéria