Página inicial > BRASIL > Dia 150 (514) - Ano 2 - Funestas Razões

Dia 150 (514) - Ano 2 - Funestas Razões

sexta-feira 29 de maio de 2020, por Fátima Froes,

A extrema direita brasileira, protegida pelos milicianos no planalto e fora dele, se sente a dona da rua

Imagem: Gilmar

PNG - 44.9 KB

1. Como não veio para construir, mas para destruir, o capitão se espalha na busca do que pior existe na humanidade para constituir o seu apoio. Expostos à luz do dia reagem enlouquecidos. Além de se esforçar para destruir a população do país que despreza, destrói a economia em intervenções inconsequentes e sucessivas, e destrói a imagem do país em um mar de violência, referências a crimes e pantomimas espasmódicas. Quem quer vir a um país com imagens tão aterrorizantes e com dirigentes capazes de atos tão repulsivos e discursos com tal grau de violência?

2. A extrema direita brasileira, protegida pelos milicianos no planalto e fora dele, se sente a dona da rua. Amontoam-se em um show sinistro para ameaçar o STF. O braço armado do estado ignora ou apoia. Estimulados pelos copos de leite, copiam uma marcha neonazista.

3. Anteontem estávamos na sexta posição, ontem superamos a Espanha e ocupamos um triste quinto lugar, hoje superamos a França e já somos o quarto país com mais mortos por covid-19 no mundo. Acelerado. Chegamos a 28.834 seres humanos mortos. Em número de casos já somos o “segundo país mais afetado” (Folha de S.Paulo). Por alguma funesta razão nossos governantes eleitos entendem que essa é a hora de relaxar o isolamento social, liberar a frequência em shoppings, academias e clínicas estéticas.

  1. Confira todas as colunas:

Diário Não Oficial do Brasil