Página inicial > BRASIL > Dia 161 (524) - Ano 2 - Sonegação parte IlIL

Dia 161 (524) - Ano 2 - Sonegação parte IlIL

terça-feira 9 de junho de 2020, por Fátima Froes,

O síndico disfuncional e seus esforços criminosos são os responsáveis pela extensão da crise e suas consequências em mortes desnecessárias

Imagem: Ribs

PNG - 44.9 KB

1. Mesmo com sonegação de informações temos mais uma vez, mais de mil pessoas mortas por covid-19 em 24 horas, na sub contagem do capitão. 38.400 mortes por descaso e inoperância. Em apenas um dia 1.242. Mesmo o governo escondendo corpos e estatísticas. Não fossem os entes da federação, a autonomia de estados e municípios para o combate, já estaríamos extrapolando as mais agourentas expectativas.

2. Cultuando a ignorância o ministro interino da saúde não sabe nem mesmo em que país está e suas características climáticas. E trata de arrotar a sua ignorância em público, sem pudor (UOL).

3. Olhar as curvas de evolução da doença nos diferentes países e regiões é assustador. Tivéssemos um governo minimamente competente e responsável talvez já pudéssemos vislumbrar o fim da crise e o retorno pleno da atividade econômica. O síndico disfuncional e seus esforços criminosos, arrogantes e autocentrados para desorganizar o enfrentamento à doença são os responsáveis pela extensão da crise e suas consequências em mortes desnecessárias e prejuízos à atividade econômica.

4. Um colunista do New York Times revela, para os bolsomínions, o que o resto do país já sabia. O marreco leigo de Maringá é hipócrita. Depois de afundar o país, agora aponta os erros do governo como se dele não fizesse parte, tentando refazer a sua biografia com fins eleitoreiros. O jornal sublinha, entre outras observações, que o ex-juiz não respeita o Estado de Direito (Jornal Brasil 247). Ora, pois. Que comunistas esses novaiorquinos liberais.

  1. Confira todas as colunas:

Diário Não Oficial do Brasil