Página inicial > BRASIL > Dia 200 (563) - Ano 2 - A milícia federal

Dia 200 (563) - Ano 2 - A milícia federal

sábado 18 de julho de 2020, por Fátima Froes,

Dessa vez foi a vez do japonês da federal. Alçado a justiceiro chega ao lugar em que sempre esteve: um contrabandista.

Imagem: PT

PNG - 44.9 KB

1. No sábado sob o desgoverno do indolente capitão, quase 80.000 vítimas. Taxa de letalidade em 3.8%. São Paulo lidera o país em números de infectados e mortos (Brasil de Fato).

2. Morremos num projeto de extermínio muito bem calçado, potencializado por uma pandemia. A Pec do teto dos gastos desmontou os sistemas públicos de saúde. O que restou ainda consegue, graças a estados e municípios, salvar parcela de nossa população.

3. Enquanto empobrecemos os ícones do desmonte vão mostrando a verdadeira face, de como uma quadrilha organizada passa a ser destaque para os chamados então de coxinhas, hoje claramente fascistas milicianos.

4. Dessa vez foi a vez do japonês da federal. Alçado, como outros graúdos, a justiceiro, com destaque nos jornais que se dizem nacionais, chega ao lugar em que sempre esteve. Um contrabandista, que usa o cargo público que ocupa para usurpar. De acordo com o jornal Brasil 247: "Em 2003, a PF identificou 28 federais – sendo 22 deles agentes da PF, 4 servidores da Receita Federal e 2 policiais rodoviários federais – envolvidos em um esquema de facilitação de contrabando pela fronteira Brasil-Paraguai, em Foz do Iguaçu", o pessoal de sempre nos crimes de sempre teve minutos de fama e poder, agora sendo substituído por outros atores.

  1. Confira todas as colunas:

Diário Não Oficial do Brasil