Página inicial > Ciranda Mundi > Facebook remove a Agência de Notícias Shehab de Gaza da plataforma

Facebook remove a Agência de Notícias Shehab de Gaza da plataforma

quinta-feira 15 de julho de 2021, por MEMO - Monitor do Oriente Médio, MEMO - Monitor do Oriente Médio MEMO - Monitor do Oriente Médio

Todas as versões desta matéria: [English] [Español] [Português do Brasil]

O diretor de notícias da Shehab, Hossam Al-Zayegh, descreveu a ação do Facebook como uma nova violação da liberdade de opinião e expressão garantida pelo direito internacional.

O diretor de notícias da Shehab, Hossam Al-Zayegh, descreveu a ação do Facebook como uma nova violação da liberdade de opinião e expressão garantida pelo direito internacional.

“Excluir nossa página é uma ação condenável e condenável que visa combater o conteúdo palestino sob o pretexto de violar os padrões e incitar a violência”, acrescentou.

“O Facebook ignora o incitamento e a violação dos padrões da sociedade por israelenses ou sites de notícias políticas israelenses ou associações, enquanto evita a publicação da resposta palestina a essas provocações e incitamento”, disse Al-Zayegh, explicando que a agência tinha mais de 7,5 milhões de seguidores no Facebook .

O grupo Palestinian Journalist Bloc condenou a ação da plataforma de mídia social, qualificando-a de “arbitrária e injusta”.

Em 2020, o Centro Social Echo documentou 1.200 violações de conteúdo digital palestino em plataformas de mídia social.

O centro de direitos legais Adalah revelou em 2018 que gigantes da mídia social estão colaborando com as autoridades israelenses para censurar o conteúdo do usuário.

Em 2018, o Ministério da Justiça israelense disse que o Facebook respondeu a cerca de 85 por cento dos pedidos de Israel para remover, bloquear e fornecer dados sobre o conteúdo palestino no site ao longo de 2017.


Ver online : Monitor do Oriente Médio