Página inicial > BRASIL > Diversos > Não devemos acreditar nos que dizem que planear não é preciso!

Não devemos acreditar nos que dizem que planear não é preciso!

sexta-feira 8 de agosto de 2008, por Nadia Miranda,

Não devemos acreditar nos que dizem que planear não é preciso porque as tecnologias evoluem tão rapidamente que se tornam obsoletas.
Existe muita gente a afirmar que o planeamento estratégico de informação é coisa do passado, completamente ultrapassada pelo ritmo alucinante a que surgem novas tecnologias de informação. Consideramos uma afirmação completamente errada e que revela grande desconhecimento de que é um verdadeiro plano estratégico de sistemas de informação.
Por outro lado, existe um conjunto de pessoas que não distingue plano de plano estratégico da organização. Como são entidades bastante diferentes talvez a confusão apareça da existência da palavra estratégico na sua designação. Daí, nós preferirmos a palavra director, quer para evitar confusões na nomenclatura, quer para ajudar a estabelecer a diferença entre os dois planos. Como sabemos o plano estratégico de determinada organização (empresa, instituto publico, etc.) é constituído com base numa visão de negócio, que posteriormente se materializa na construção efectiva de uma organização com uma missão e objectivos bem definidos.
Para que estes objectivos sejam alcançados deverá ser construída uma estratégia de actuação em determinado mercado, como forma de identificar para que segmentos de mercado vai produzir e oferecer os seus produtos e serviços, estes que por sua vez, contém um conjunto de iniciativas a realizar e de alternativas por optar. Este plano estratégico deverá conter uma previsão quantitativa e financeiramente suportada das previsões de actuação da organização no mercado, mas também uma perspectiva dos investimentos a realizar em infra-estruturas de suporte a estratégia de negócio. Ora, uma infra-estrutura de apoio à evolução do negócio são os designados sistemas de informação. Mas é necessário ter atenção, para não confundir sistemas com tecnologias de informação, uma vez que estas são somente uma das componentes daqueles. As outras componentes são as pessoas e os processos.
Um plano estratégico de sistemas de informação pode considerar-se como uma das componentes do plano estratégico, uma vez que se apoia na estratégia de negócio. Por isso, o objectivo fundamental do planeamento estratégico de informação é o de construir um plano para a implementação de S.I que apoiem efectivamente a evolução dos requisitos e necessidades de negócio da organização.