Página inicial > documentos > Ciranda.net > Fórum Social Mundial 2009 - Belém do Pará (Brasil), 27 Jan a 1º (...) > Socialismo no século 21 é tema de atividade no POEMA

Socialismo no século 21 é tema de atividade no POEMA

, por Andrea Mota,

Dentre as atividades do Fórum Social Mundial, uma chama atenção pela completude a que se propõe. A discussão “O Socialismo no séc. XXI: o seu berço está na América Latina?”, realizada no Auditório Willi Hoss, no Programa Pobreza e Meio Ambiente na Amazônia (POEMA), reuniu debatedores e interessados em trazer à tona uma antiga reflexão: o socialismo é ou não é uma alternativa a esse outro mundo possível?

Para o debate, a mesa foi composta por representantes de Partidos Socialistas da Itália, do Brasil, da Esquerda Unida da Espanha e da Juventude Socialista do Brasil. O mediador da mesa e coordenador do POEMA, o Prof. Thomas Mitchein, abriu o debate com os atuais pontos de reflexão sobre o tema. “Com a queda do Muro de Berlim e a derrocada do socialismo real, a proposta socialista perdeu força e se tornou até um ‘palavrão’. Mais recentemente, a partir da queda de Wall Street, as bases capitalistas ruíram”. Para Mitchein, seja no capitalismo seja no socialismo, a sociedade ainda vive às voltas com os problemas socioambientais.

Um dos questionamentos feitos pelo público presente aos debatedores foi justamente sobre as ações do socialismo frente às problemáticas ambientais. Segundo João Capiberibe, representante do Partido Comunista do Brasil, a experiência socialista foi marcada, dentre outros pontos, pela ação maléfica do homem ao meio ambiente. Equiparado aos impactos da economia de mercado, o socialismo real alcançou elevados índices de degradação.

“Mas, que socialismo é este?”. Foi com esta expressão que o político Arnaldo Jordy, do Partido Popular Socialista (PPS), entrou na discussão sobre o tema. Segundo Jordy, em meio a tantas constatações sobre o socialismo real, deve-se atentar para qual a proposta de socialismo a atual conjuntura social aponta. Os antigos conceitos que regiam a dinâmica socialista ainda devem funcionar como parâmetro para as relações sociais de hoje? Reflexões como essa permearam as falas do político e incitaram outros debates.

Após as explanações, o debate foi aberto ao público. Dentre os temas adicionados, a pluralidade de idéias sobre o que é o socialismo provoca problemáticas e confrontos entre partidos e movimentos que lutam sob o signo socialista. O objetivo da mesa era discutir se, diante da proposta de outro mundo possível, não se faria oportuno discutir as viabilidades das propostas socialistas no século XXI, ressaltando as particularidades das nações e, em específico, da America Latina.

Texto: Andréa Mota - Assessoria de Comunicação Institucional da UFPA