Página inicial > documentos > Ciranda.net > Fórum Social Mundial 2009 - Belém do Pará (Brasil), 27 Jan a 1º (...) > Próxima jornada pan-amazônica: 15 de julho

Próxima jornada pan-amazônica: 15 de julho

segunda-feira 2 de fevereiro de 2009, por ,

Foto: Bárbara Ablas. Aldalice apresenta resoluções pan-amazônicas

Modelos e escolhas relacionados ao desenvolvimento ou à proteção da região pan-amazônica estiveram em debate e disputa durante todo o FSM em Belém.

Ações de corporações que exploram recursos da floresta, como a Vale, projetos energéticos grandiosos, como a usina do Rio Madeira, e reividicações dos povos indígenas, ribeirinhos e quilombolas foram objeto de tribunais, manifestações, denúncias e até uma ação direta - de ocupação do Centro de Mídia por centenas de indígenas - para chamar a atenção internacional aos problemas da região.

No último dia do FSM, a integrante do Grupo de Facilitação da Edição 2009, Aldalice Oterloo, apresentou as principais preocupações dos povos da floresta, transformadas em resoluções , e anunciou a convocação de um próximo grande Encontro Sem Fronteiras entre entidades e comunidades da Guiana Francesa, Peru, Bolívia, Venezuela, Colômbia e Brasil, em 15 de julho de 2009. Conheça o resultado da Assembléia Pan-amazônica


Resoluções pan-amazônicas de Belém

Com a presença de aproximadamente 400 participantes de organizações e movimentos sociais amazônidas da Guiana Francesa, Peru, Bolívia, Venezuela, Colômbia e Brasil , alimentada pela realização de cinco Encontros Sem-Fronteiras e diversos fóruns regionais de luta preparatórios para o evento do Fórum Social Mundial realizou-se a Assembléia Pan-Amazônica do FSM que aprovou as seguintes resoluções:

Convocar os povos do mundo para se solidarizarem e apoiarem a luta dos povos da Pan-Amazônia:

Contra o Modelo Energético baseada na Construção das grandes usinas hidrelétricas e apoiar a busca de novas matrizes energéticas.

No combate aos danos sociais e ambientais causados pela ação das grandes mineradoras.Repudiamos a ação nefasta da Companhia Vale contra os ecosistemas e os povos da Amazônia e outros biomas no Brasil e no mundo.

No apoio à luta pela Demarcação das Terras e Reconhecimento dos Direitos Coletivos dos Povos Indígenas, Quilombolas e Comunidades Tradicionais da Pan-Amazônia
Na luta pela Garantia da Organização e Consolidação das Unidades de Conservação com a retirada dos grileiros e a construção de uma vida digna às suas populações.

Na luta pelo Direito Irrestrito de Ir e Vir aos povos amazônicos entre as fronteiras pan-Amazonicas

No Combate ao Tráfico Humano pelas Fronteiras Pan-Amazônicas

No Apoio os esforços para deter os massacres e a guerra civil na Colômbia e alcançar uma paz justa e duradoura.

AMAZONIA BRASILEIRA PARA O POVO BRASILEIRO!
PAN-AMAZONIA PARA OS POVOS PAN-AMAZONICOS!

Além disso a Assembléia da Pan-Amazônia do FSM convocou a realização de um reunião geral das organizações e movimentos que participaram dos Encontros Sem-Fronteira, dos Fóruns Regionais de Luta e da própria Assembléia Pan-Amazônica a se realizar no dia 15 de julho de 2009 , em Belém do Pará, com os seguintes objetivos:
Tomar as medidas necessárias para transformar a pauta aprovada em campanhas de luta articuladas por toda Pan-Amazônia.
Preparar a realização do V Fórum Social-Pan-Amazonica que deverá ser precedido por novas edições dos Encontros Sem-Fronteiras
Estabelecer formas de comunicação, documentação e sustentação do Fórum Social Pan-Amazônico.
Para dar encaminhamento a estas resoluções foi formada uma Comissão Provisória composta das seguintes, redes, organizações e movimentos.
União das Universidades da Pan-Amazonia - UNAMAZ
Fórum da Amazônia Oriental- FAOR
Fórum da Amazônia Ocidental - FAOC
Rede de Nova Cartografia Social
União dos Trabalhadores da Guiana - UTG
Instituto Amazonia Solidária e Sustentável - IAMAS
Federação de Órgãos para Assistência Sociial e Educacional - FASE- Amazonia