Página inicial > BRASIL > Ciranda Afro > Entidades do Movimento Negro vão à Brasilia contra recuos no Estatuto da (...)

Entidades do Movimento Negro vão à Brasilia contra recuos no Estatuto da Igualdade Racial

terça-feira 29 de junho de 2010, por MNU ,

Companheiros, (as) do

Presenciamos o recrudescimento dos ataques aos avanços que temos
conquistado na luta e na mobilização como a Política de Cotas em de mais de
50 Universidades Brasileiras bem como no mercado de trabalho, destacando que
o DEM apresenta ADPF 186 no intuito de declarar inconstitucional o sistema
de cotas raciais nas Universidades Publicas" as Políticas de Ações
Afirmativas na área da Saúde aprovadas em diversos instâncias do MS, fruto
de nossas discussões nos Conselhos de Saúde , Conferências Nacionais de
Saúde e de Promoção da Igualdade Racial, os direitos Quilombolas retirados
do Estatuto e na iminência do julgamento da ADI-3239 do DEM, contra o
Decreto 4887/2003 no STF.

Ao mesmo tempo, as respostas a esses ataques tem sido no mínimo tímidos,
para não dizer inertes e ineficientes considerando os interesses em jogo,
sobretudo do ponto de vista de setores do governo, haja vista a posição da
SEPPIR sobre o Estatuto da Igualdade Racial.

O Brasil presenciou uma das manobras mais cruéis em nome do processo
eleitoral, onde quem pagou uma conta surreal foi o Povo Negro. Pagará com
suas lutas e conquistas derrubadas ao final do segundo mandato de LULA pela
direita ruralista neste país.

Cabe ao Movimento Social Negro recrudescer também, através da mobilização
social e demonstrar ao governo que temos posição política e que este acordo
não deve ser assinado pelo Presidente Luis Inácio Lula da Silva.

Existe uma mobilização de quase duzentas organizações negras encabeçadas
pelo MNU, CEN, Circulo Palmarino, Forum Nacional de Juventude Negra e CONAQ
– Coordenação Nacional de Articulação de Comunidades Quilombolas e
populares como o MST, MNLM, UMP, Tribunal Popular, CONAM, e muitas
organizações quilombolas, de matriz africana, juventude, de mulheres negras,
e sindicais assinando este documento e pedindo o VETO do Presidente LULA, o
recuo deste governo neste acordo deverá existir em nome da historia de luta
e memória dos Ancestrais e dos Direitos Étnicos constituídos nos Acordos
Internacionais de Combate ao Racismo e todas Formas de Discriminação ,
Xenofobia e Intolerâncias Correlatas , assinados pelo Governo Lula.

Este acordo sancionado significa a repetição do Acordo oferecido pelo Estado
Brasileiro a Ganga Zumba na História de Palmares, que propunha a Trégua e a
PAZ em nome da destruição do Quilombo de Palmares. ZUMBI RESISTIU!

Avaliamos que foram realizadas políticas importantes de emancipação e
justiça social, como o Programa Luz para Todos e sua chegada nas Comunidades
Quilombolas.

Programas Habitacionais que estão chegando no campo e na cidade e sobretudo
na cidade atendendo a População Negra , Programa de Bolsas nas Universidades
, a lei 10639 ( mesmo com problemas para implementação desta lei), enfim
uma infinidade de políticas públicas que de uma forma ou de outra estão na
vida .

Porém , o Estatuto da Igualdade Racial e o DECRETO 4887 que regulariza os
Territórios Quilombolas , não vamos admitir que modifiquem , que negociem ,
que retrocedam e sobretudo por uma imposição dos ESCRAVOCRATAS deste país.

Estamos perguntando ao Governo LULA.. é possível comparar o Estatuto À LEI
Áurea , como o Ministro da SEPPIR que fazer o povo acreditar??

Só se os interesses econômicos que a Inglaterra tinha na época de acumulação
de riquezas às custas do trabalho escravo que já não servia mais e por isso
resolve impetrar um processo de Genocídio Negro ( nos jogando a nossa
própria sorte) com o nome de Lei Áurea e assinado pela Princesa Isabel forem
os mesmos defendidos pelo DEM e acordados pelo PT e o Governo Lula em nome
do Que?? do Agronegócio??? Agora perguntamos quem será A NOVA PRINCESA
ISABEL???

A CUT, a maior Central deste pais que questiona as ações do Governo com
relação aos direitos quilombolas no Conselho Interamericano, defendendo a
Convenção 169 na OIT , na gestão do Secretário de Relações Internacionais
João Felício em 2008 , nesta nova direção muda de posição???

Que documento é esse da CUT Nacional que apoia o sancionamento desta
PANACÉIA? Mesmo com posição de apoio ao Governo, a CUT sabe o que está
fazendo?? Sabe se está apoiando de fato ou ajudando este Governo entrar para
a Lei 10639, como o Governo que entrega os principais marcos da Luta Negra
Contemporânea no Brasil, ESTATUTO E DECRETO 4887 a UDR - União
DEMocrática Ruralista.

Conforme a fala de Spis representando a CUT, na Assembléia Nacional Popular
da CMS que reuniu no dia 31 de maio deste ano 20 estados e as Principais
Organizações do Movimento Social com 2000 lideranças: “ queremos consolidar
as mudanças dos últimos anos, ampliar as conquistas, avançar nas mudanças
que ainda faltam e impedir qualquer retrocesso", perguntamos a CUT, esta
fala referenda a luta negra também ?

CONVOCAMOS

A ASSEMBLÉIA NEGRA E POPULAR E DA FRENTE NACIONAL EM DEFESA DOS TERRITÓRIOS
QUILOMBOLAS

Não existe espaço para acreditarmos que poderemos ter o Veto de LULA no
Projeto do Estatuto e uma Vitória no STF CONTRA ADI 3239, simplesmente,
com documentos na medida em que se não houver mobilização estaremos
caminhando para a derrota.

Assim convocamos a todos que assinaram a MOBILIZAÇÂO PELA RETIRADA DE PAUTA
DO ESTATUTO NO SENADO FEDERAL A CONTINUARMOS A LUTA RUMO A BRASILIA NO DIA
30 DE JUNHO, PARA

MOBILIZAÇÃO PELO VETO DE LULA AO ESTATUTO APROVADO NO SENADO

PELO INDEFERIMENTO DA ADI 3239 DO DEM

CONTRA O DECRETO 4887 DO STF

LOCAL– AUDITÓRIO NEREU RAMOS /ANEXO II CAMARA DOS DEPUTADOS

14 HORAS – CONCENTRAÇÃO 10 HORAS EM FRENTE AO STF

Chamam esta Mobilização CONAQ, MNU, CEN (Coletivo Nacional de Entidades
Negras) e FOJUNE (Fórum Nacional de Juventude Negra)

ORGANIZAÇÕES CONVOCADAS PARA ASSEMBLÉIA E MULTIPLICADORAS DESTA MOBILIZAÇÃO
(TODAS QUE ASSINARAM O DOCUMENTO PELA RETIRADA DE PAUTA DO ESTATUTO DO
SENADO E TODAS QUE TEM ACORDO COM A MOBILIZAÇÃO CONTRA A ADI 3239 DO DEM E
PELO VETO DO PRESIDENTE LULA AO ESTATUTO APROVADO PELO SENADO)

1. Movimento Negro Unificado

2. Coletivo de Entidades Negras CEN

3, Circulo Palmarino

4. Fórum Nacional de Juventude Negra

5. CONAQ

6. MOVIMENTO NACIONAL QUILOMBO RAÇA E CLASSE/CONLUTAS

7. MANDATO do Dep. Fed. Luis Alberto BA

8. MANDATO do Dep. Estadual Bira Coroa BA

9. MANDATO do Dep. Estadual Valmir Assunção BA

10. CEERT - Centro de Estudos das Relações do Trabalho e Desigualdades

11. CONAM

12. FEDERAÇÃO NACIONAL DAS ASSOCIAÇÕES DE MORADORES

13. TRIBUNAL POPULAR

14. MST

15. MNLM

16. UMP

17. FASUBRA

18. CONSELHO NACIONAL IYALORIXÁS E EKEDES NEGRAS

19. Associação de Comunidades Remanescente de Quilombos do Estado Rio de
Janeiro – ACQUILERJ/CONAQ

20. Conselho Estadual de Comunidades Quilombolas da Bahia - BA

21. Federação Estadual das Comunidades Quilombolas de Minas Gerais –
N’GOLO/CONAQ

22. Coordenação Estadual das Comunidades Negras e Quilombolas da Paraíba –
CECNEQ/CONAQ -

23. ARQPEDRA – Associação da Comunidade Remanescente do Quilombo Pedra do
Sal

24. ARQIMAR – Associação Remanescente do Quilombo da Ilha de Marambaia

25. ARQBC – Associação dos Remanescentes de Quilombo de Botafogo-Caveira

27. ACQS – Associação da Comunidade do Quilombo Sacopã - RJ

28. Associação dos Remanescente do Quilombo da Rasa - RJ

29. Associação Quilombo da Família Silva RS

30. Associação Quilombo Candiota RS

31. Associação de Pequenos Produtores e Quilombola Picada das Vassouras RS

32. Associação das Comunidades Remanescentes de Quilombo de Palmas RS

33. Rede Quilombos do Sul - RS

34. Associação dos Remanescente do Quilombo da Invernada dos Negros - SC

35. Associação Quilombola Etnodesevolvimento Muzanzu - BA

36. Associação Quilombo dos Alpes Dona Edwirges - RS

37. GT Quilombos – MNU/RS

38. COMUNIDADE QUILOMBOLA FAMÍLIA FIDELIX (PORTO ALEGRE)

39. Associação Comunitária Quilombola do Povoado de São Tomé

40. Associação Quilombola Rosa Osório Marques , ( Quilombo do Morro Alto)

41. Coordenação Estadual das Comunidades Quilombolas do Amapá – CONAQ AP

42. Coordenação Estadual das Comunidades Quilombolas do Espirito Santo
- Zacimba GABA- CONAQ ES

43. UNEafro-Brasil -

44. Centro Cultural e Recreativo

45. Casa de Cultura da Mulher Negra -

46. Coordenação Forjune

47. FORJUNE - Fórum Regional de Juventude Negra/Interior - SP

48. PASTORAL AFRO DA IGREJA CATOLICA -

49. Associação Alzira do Conforto/Ba

50. Pró-Homo/BA

51.Instituto Martin Luther King/Ba

52.AKANNI - RS

53. UBES – União Bageense de Estudantes Secundaristas - RS

54. ACCUNERAA/Rondônia

55. DOM DA TERRA/Paraná

56. CEDEMPA – PE

57. CARMA – Coordenação Amazônica de Religiões de Matrizes Africanas

58. FERMA – Fórum de Religiosidade de Matriz Africana do Maranhão

59. FORMA – Fórum de Religiosidade de matriz Africana da Bahia

60. Terreiro Abassá de Ogun

61. MAKOTA VALDINA PINTO

62. FORMA – FÓRUM DE RELIGIOSIDADE D MATRIZ AFRICANA DO RS

63. CMA – Hip Hop – BA

64. CAMPANHA REAJA OU SERÁ MORTA , REAJA OU SERÁ MORTO

65. ASFAP – Associação de Familiares e Amigos de Presos e Presas – BA

66. Juventude Socialista do PDT – Nacional

67. Associação dos Profissionais Técnicos e Tecnólogos em Serviços De
Saneamento em Gestão Ambiental da Região-RM-Campinas.

68. Bloco Afro os Negões

69. Maracatus Nação Cambinda Estrela,

70. Axé da Lua e Encanto da Alegria

71. AMANPE,

72. Associação dos Maracatus Nação de Pernambuco.

73..ONG VIDA - São Francisco do Conde
74. Samba de São Gonçalo - São Francisco do Conde
75 Colônia de Pescadores de São Francisco do Conde
76. União das Cooperativas de Pesca e Aquicultura da Bahia
77. Colônia de Pesca de Arembepe

78. Associação de Coleta Seletiva Preservando a Vida
79 SOCIEDADE BENEFICENTE LAR FRANCISCO DE ASSIS - CANDEIAS
80. iQUALI - iNSTITUTO DE QUALIDADE DE VIDA - SSA
90. APLB - São Francisco do Conde
91. Associação Quilombola de São Francisco do Conde
92.União das Organizações Sociais e Culturais de Camaçari
94. Liga de Futebol de Camaçari
95. Associação do desenvolvimento Sócioeducativo de Camaçari
96. Associação do Desenvolvimento Humano da Bahia - ADESBA - Camaçari
97. Associação Comunitária Monte Recôncavo -
98. Conselho Tutelar de São Francisco do Conde
99. Associação Viola Vadia - SSA - Ba
100.Associação de Moradores Boguenvile – Camaçari
101. Rede Estadual de Pontos Afro-Brasileiros do Piaui

102.Associação Santuario Sagrado Pai Giron de Aruanda Piauí

103. Rede Municipal de Juventude de Terreiros de Teresina - Piaui

104. Rede Estadual de Mulheres de Religiões de Matriz Africana do Piaui

105. Grupo Cultural Afro Aba - PIauí

106 . Complexo Cultural da Santa Maria da Codipi

107. INCLUSIVE- Inclusão e Cidadania

108. Maria Mulher Organização de Mulheres Negras

109. CRIOLA

110. AMACRE - Articulação de Mulheres do Acre

111. CEDIM - Conselho Estadual dos Direitos da Mulher do Acre

112. Associação de Defesa dos Direitos , Trabalho e Desenvolvimento das
Mulheres de Mato Grosso

113. Ocareté Povos e Comunidades Tradicionais

114. COMISSÃO ESTADUAL DAS COMUNIDADES QUILOMBOLAS DE PERNAMBUCO

115. AQCC-ASSOCIAÇÃO QUILOMBOLA DE CONCEIÇÃO DAS CRIOULAS.

116. Associação Beneficente Cultural Carnavalesca Amuleto

117. Bloco Afro Ginga do Negro

LISTA PETITION.HTML

116. Antonio dimas galvão

117. Rede de Comunidades e Movimentos contra a Violência

118. Ras Adauto Berlin

120. associação beneficente recreativa galpão da cultura negra

121. Renivaldo Goncalves da Silva

122. Consuelo Gonçalves

Rede Quilombos do Sul e MNU RS

123. Instituto AMMA Psique e Negritude

124. Jesiel Ferreira de Oliveira Filho

"A escravidão permanecerá por muito tempo como a característica nacional do
Brasil" — e é muito triste que a aprovação desse estatuto "tesourado" sirva
apenas para confirmar a profecia de Joaquim Nabuco...

125. Clementino Junior

126. Cineclube Atlântico Negro

127. Rosana Maestrali

128. martha britto

129. Lucimar Moreira Bueno

130. Italo BJ

Concordo, devemos honrar nossa história, e esta Mobilização nos dá
oportunidade de assim o fazer. É preferível não fazer do que fazer mal
feito.

131. ACCUNERAA

132. INSTITUTO BÚZIOS

133. Rede Nacional de Negras e Negros 134. LGBT (Rede Afro LGBT)

135. Maracatu Nação Encanto da Alegria

136. Associação dos Maracatus Nação de Pernambuco - AMANPE

137. Maracatu Nação Cambinda Estrela.

138. PLATAFORMA BRASILEIRA PELAS AÇÕES AFIRMATIVAS

139. Instituto Martin Luther King/BA

140. Associação Alzira do Conforto/BA

141. Márcio Marins

142. Edson Costa

DOM DA TERRA/Paraná

143.

EM NOME DA RELIGIOSIDADE DE MATRIZ AFRICANA

144. Luiz Guilherme Gandarela

Em respeito aos Quilombos

145. Maurício Correia

Respeito a nossa ancestralidade

146. Marcos Rezende

Coodenador Geral do Coletivo de Entidades Negras

147. Neto de Azile

Coordenação Amazônca de Religiões Africanas e Ameríndias do Maranhão -
CARMAA – MA

line voided

148. Igor Valentim

149. Valdisio Fernandes

INSTITUTO BÚZIOS

150. Revolucioná¡rio Indiocinzento 151. Folhadtrigo Latinoamericafricanno

152. Igor Santos

153. Iná dos Anjos

154. Núcleo de Arte e Cultura Rumpilé do Engenho-NACRE

155. Yoná Valentim.

156. Vilde Dorian Castro

157. Francisco Morato

158. Roberval de Oliveira

159. Renan Nobre Garcia

160. ADRIANA T. MARÇAL

161. Luciana da C. Figueiredo

162. Vereador Anderson Domingos da Silva (PT

163. Plataforma Brasileira pelas Ações Afirmativas

164. Maria José Lourenço da Silva

165. Izabel França de Lima

166. Movimento Estado de Paz

167. Henry Poncio Cruz de Oliveira

168. Jobson Francisco da Silva 169. 169.Júnior

170. Jairo José Silva

171 Maria Dirlene Trindade Marques

172. Cleusa Beatriz Camisolao

173. Bárbara Santiago Pedreira

174. Juçara Santiago Pedreira

175. ASSOCIAÇÃO TRABALHISTA DE AFRODESCENDENTES

176. ONG Serviluz Sem Fronteiras

177. Leonardo Damasceno de Sá

178. Jose Ricardo de almeida

179. JOEL DE OLIVEIRA

180. IACOREQ-RS

189. Paulo Roberto Franco Andrade

Pela retirada da Pauta do Estatuto

190. Sandra M. G. Scaravelli

191. Irmandade Negra do Glorioso Santo Antonio

192. Associação dos Religiosos de Matriz Africana de São Francisco do Conde

193. Raquel Balbina Teixeira

198. Rachel de Oliveira

199. negobrown

as elites sempre se intrometem quando as minorias sao beneficiadas não
podemos aceitar esse estatuto do jeito que esta vamos em frente tamus junts
vlw

200. Camila Lopes de Moraes

201. José Carlos de Freitas Felix

202. marcos aparecido da silva

apoio totalmente a petição

203. Zelinda Barros

Antropóloga feminista negra

204. Núcleo de Estudos Afrobrasileiros da Universidade de Brasília
(Neab/UnB)

205. ANA MARIA DOS SANTOS

O Partido dos Demos já provou com ACM, ACM Neto, Arruda, Kassab, et all quem
eles defendem, o poder econômico!

206. Fabio Cassiano

207. Flávio Antonio Ferlin Lopes

208. Sociedade Cultural Missões Quilombo

209. AFROKUT - Rede de Negras e Negros Cristãos

Retirada de pauta do estatuto

210. Hernani Francisco da Silva

211. Edson Cunha

212. COMISSÃO ECUMÊNICA NACIONAL DE COMBATE AO RACISMO

213. marcelo dias - Comissão de Igualdade Racial OAB/RJ.

vamos a luta unificados

214. Atitude Quilombola

Esse estatuto que esta ai é uma aberração

215. Maria daConceição Nasvimento

1040996 RG

216. Instituto Mídia Etnica

nao concordamos com esta votaçao

217. Vera Lucia Lopes

218. Luena Nascimento Nunes Pereira

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

219. antonio dimas galvão

220. RENÊ CASEMIRO

Abominável

221. Luiz Eugênio de Miranda Sá

223. Vinícius Souza de Azevedo

224. Poliana Rezende Soares Rodrigues

225. Jeferson De

226. Rafaela Cordeiro Freire

ainda é muito cedo para falar em igualdade, por enquanto ainda lutamos por
repação e equidade, ou seja, políticas afirmativas para a população
vítima de séculos de exploração e preconceito.

227. Benedita Maria Vieira de Carvalho

228. Marta Pinto dos Anjos

230 Movimento Nacional de Direitos Humanos

231. jupiaciara S. da Conceição

232. fernandes jose

a luta por direitos historicos e a garantia pela plenitude democratica de
nossa nação continental em toda a sua diversidade , as cotas já existem é so
perceber por que esta cotas são usadas ????

233. KOINONIA Presença Ecumênica e Serviço

234. Rosenilda Nascimento Rozendo de jesus

235. cristina nascimento dias dos santos

236. Terreiro Centro Memorial de Matriz Africana 13 de Agôsto

237. MARCIO COSTA

mas uma vez esses "SENHORES"

238. Paulo Cezar Borges Martins

O exemplo dos quilombolas, desde a República de Palmares, indica que a luta
é por dignidade, com o resgate daquilo que nos é devido. O fundamento do
nosso direito é o sangue derramado no trabalho de construção da riqueza
deste País. Não queremos essas concessões ridículas. Não temos que
negociar com esses neo-escravocratas, quer personificados por com obscuro
promotorzinho provinciano de poucas letras, quer por acadêmicos
compromissados apenas em inflar seus egos com aparições na mídia, quer
por pseudolideranças sindicais que sempre se mantiveram distantes das lutas
do negro

239. Edson Costa

CEN

240. Tárcito Fernando Peralva de Souza Vivas

241. Valéria Fonseca

242. Sandra Maria Cardoso Grilo

O conceito de raça não supõe o fator biológico, ele é construído
histórico-culturalmente.

243. Laina Crisóstomo Souza de Queiroz

244. Edna Ferreira Rosa

245. Fórum Nacional de Música, setor Rio de Janeiro

246. Ronhely Pereira Severo

247. Fórum Permanente de Musica do Rio de Janeiro

248.Joanice Santos Conceição

O Estatuto como foi aprovado é uma fraude, assinada pelo senado

248.Comusi - Cooperativa dos Músicos do Rio de Janeiro

249. Tiago Paixão Ramos

250. Defsa do Negro do Pará-CEDENPA

251. Bloco Carnavalesco Deixa Acontecer/ RS

252. Raimunda Nilma de Melo Bentes

253. Fatima de carvalho

254. Luciana Aparecida Costa

255. Maria das Graças Ferreira

256. Jana Guinond

257. Liga dos Invasores - Bahia

258. Liga dos Invasores - Bahia

259. Memorial Lélia Gonzalez

Chega de abuso! Chega!!!

260. José Amaral Neto

Jornalista

261. Ong SEPROMIRACIAL-MG

José Amaral Neto

262. MAIPO Movimento de Articulação e Integração Popular

José Amaral Neto

263.

Ludmila Cerqueira Correia

264. cassia rosicler galvão

265. Ana Maria Felippe

Retirada imediata!

266. tania muller

267. Leyde Klebia Rodrigues da Silva

268. Luís Paulo de Sousa Pinto Costa

269. DENISE CHAGAS

270. Jose Ildon da Cruz

271. Maria Inês da Silva Barbosa

Dignidade não se negocia

272. Vilde Dorian Castro

273. Sandra

274. celso barbosa

Atualmente, mais do que nunca, faz-se necessário levar a grande massa,
negra, a realidade dos bastidores para ser promovido um realinhamento de
idéias e postura, visando a superar as tendências e posicionamentos dos
despostas esclarecidos que, visam somente manter suas castas e condições.
Não há dinheiro que pague um açoite, pois este não se apagua. Não queremos
seu dinheiro mas sim, condição. Independentemente deles, nós chegaremos.

275. HANNAH FITERMAN

276. Anderson D. Cassiano

devemos conhecer e expor esta anomalias e mostrar claramente aos nossos
decendentes a importancia desta luta

277. Rafael Querrer Soares

278. FABIO MORPHEUS

t279. hais dourado

280. Centro de Cultura Negra do Maranhão

Este estatuto não relata a realidade da população negra do nosso país, da
zona rural e urbana

281. Paulo Andrade Magalhães Filho

282. instituto artes de fazer,ce

283. Cleide Lima

So tenho a lamentar!

284. Kátia Mesquita

285. sonia nascimento

286. Michel marcelino Rodrigues

Um relator branco neste projeto só poderia resultar nisto.

287. Anna Davies

A população negra continua escrava da hipocrisia dos intelectuais e
políticos brancos, no Brasil.

288. Espaço São Mateus em Movimento - SP

289. FORMA MaricáRJ 290.Fonte para Orientação Religiosa das Matrizes
Africana

Liminha de Maricá se faz presente!

291. Janaina Gonçalves Rodrigues

292. Liége Vicente

Sonia Lage de Oliveira Alves da Silva

293. Janaína Rodrigues Quinet

294. AMOPOCUA- ASSOCIAÇÃO DO MOVIMENTO POPULAR DE CULTURA AFRO DA REGIÃO
SUL- SÃO LÇO DO SUL

Estamos dentro juntos e reunidos nesta.

295. wanderley pinheiro de almeida

296. Instituto Galo

297. CISIN-CENTRO DE INTEGRAÇÃO SOCIAL INZO IA NZAMBI- NOVA IGUAÇÚ-R.J-

Acho que devemos lutar pela reparação da divida historica dos nossos
ancestrais!Arlene de Katende

298. CISIN-CENTRO DE INTEGRAÇÃO SOCIAL INZO IA NZAMBI

Acho que devemos lutar pela reparação da divida historica dos nossos
ancestrais!Arlene de Katende

299. COMPLEXO CULTURAL DA SANTA MARIA

300. Rede Municipal de Juventude de Terreiro de Teresina

301. Rede Estadual de Mulheres de Axé do Piauí

302. Luiz Antonio Alves de Souza

303. Eliene dos Santos de Jesus

304. Irene Ernest Dias

305. SEBASTIAO SOARES

306. IONE DE SOUZA CARNEIRO

O povo negro é povo unido, um povo de FÉ

307. VANDA MARIA DE SOUZA FERREIRA

sem comentarios

308. Leonardo Jefferson fernandes

309. Adames Bongo

É necssário que nós Afros-descendenes percebamos tais coisas com plena
consciência políticapois se curvar diante deste descabido conceito pautado
num racismo aberto e declarado é o mesmo que cuspir no útero de nossos
antepassados e pisar nos testiculos de nossos ancestrais.

310. Bruno Alves

311. Ana Flavia Magalhaes Pinto

312. Ruy

Abaixo a ignorância cultural racial tendenciosa.

313. Rondinele dos Santos

REDE ESTADUAL DE CULTOS AFROS BRASILEIRO DO PIAUÍ EM SAÚDE

314. Deyse Luciano de Jesus Santos

315. Jorge Luís Rodrigues dos Santos

316. ASÉ ABASSÁ DE OGUM

317. ASSOCIAÇÃO SANTUÁRIO SAGRADO "PAI JOÃO DE ARUANDA"

318. Dra. BERENICE DE AGUIAR SILVA

Médica e Advogada

319. Dra. BERENICE DE AGUIAR SILVA

Médica e Advogada

320. Marcia Cristina Lopes

321. Diva Moreira

322.Ação dos Cristãos Para 323. Abolição da Tortura

324. RENÊ CASEMIRO

Abominável

325.Bloco recreativo Cultural Filhos de Marujo

326. Associação Comunitária Recreativa Carnavalesca Afoxé Ataojá

327.Associação Cultural e Carnavalesca Afoxé Kambalagwanze

328. Associação Beneficente Cultural Ilê Oyá

329. Centro Comunitário Ilê Axé Baba Omim/Camaçari/Ba

330. GL Oito – HIP HOP/Ba

331Quilombo Andante – Alagoinhas/Ba

332Centro de Caboclo Eruda Aldeia de Jequiriça

333. Ilê Axé baba Ominguian-Itaparica/Bahia

334. Ilê Axé Airá – Mar Grande/Bahia

335.Umzó Oyá di Umzambe – Lauro de Freitas/Bahia

336 . lê Axé Oyá Ni – alagoinhas/Bahia

337. CONSELHO QUILOMBOLA DA BACIA E VALE DO IGUAPE (CQBVI)- BA

338. CENTRO DE EDUCAÇÃO E CULTURA VALE DO IGUAPE (CECVI)-BA