Página inicial > Ciranda Mundi > Rússia: grafite contra transnacional filandesa e em apoio à luta (...)

Rússia: grafite contra transnacional filandesa e em apoio à luta sindical

quinta-feira 1º de julho de 2010, por Sérgio Bertoni,

De acordo com o site www.socsopr.ru, na noite de 25 para 26 de junho ativistas do movimento Sotsialistitchekoe Soprotivlenie (Resistência Socialista) em São Petersburgo picharam a cidade em apoio ao Sindicato MPRA e aos Trabalhadores na Tikkurila, transnacional filandesa do setor de tintas que não respeita direitos trabalhistas e sindicais.

Dezenas de pichações apareceram na região da estação "Pionerskaya" do Metrô, perto da loja da Leroy Merlin, transnacional francesa que revende materiais de construção.

A pichação convida os consumidores a boicotar os produtos de pintura produzidos pela transnacional finlandesa.

O MPRA já declarou que "compreende os sentimentos das pessoas forçadas a recorrer a atos de desobediência civil, quando outros meios de pressão sobre os empregadores já se esgotaram".

Ao escolher as táticas de discriminação e repressão contra os seus próprios Trabalhadores, em violação flagrante à legislação russa, a companhia Tikkurila assume total responsabilidade pelas conseqüências de suas ações.

Nota desta redação
Os Trabalhadores na Tikkurila em 12 de março de 2010 fundaram a Organização Local do Sindicato MPRA de acordo com a legislação russa, porém a empresa não reconhece o Sindicato organizado livre e autonomamente pelos Trabalhadores e vive a perseguir todos aqueles que se filiam ou militam no sindicato.
O Sindicato MPRA já abriu 14 processos judiciais contra a transnacional filandesa, dos quais 3 já foram concluídos com vitória dos Trabalhadores.

Fonte: MPRA - Sindicato dos Trabalhadores na Industria Auto da Rússia