Página inicial > BRASIL > Diário Não Oficial do Brasil - Dia 58/365

Diário Não Oficial do Brasil - Dia 58/365

quinta-feira 28 de fevereiro de 2019, por Fátima Froes,

O crime da Vale segue sem punição. Fábio Schvartsman continua livre. Algum dia saberemos o número de mortos? A contagem oficial está em 180

40º dia de blindagem do bolsofilho. Queiroz e assessores de Flávio Bolsonaro desaparecem. As candidatas laranjas também.

O crime da Vale segue sem punição. Fábio Schvartsman continua livre. Algum dia saberemos o número de mortos? A contagem oficial está em 180.

1- Caixa Econômica Federal, na Bahia. Um cliente, empresário, negro, tenta receber explicações de um gerente-geral. Espera indefinidamente e não recebe explicações. Para se livrar do cliente, o gerente-geral, Sr. João Paulo, chama a Polícia Militar. A Polícia Militar presente, o gerente-geral define que só vai à delegacia, com o cliente algemado. E o mais incrível, a Polícia Militar da Bahia acata e, do meu ponto de vista, tenta matar o cliente. O Policial Militar aplica uma gravata no cliente, o enforca e o ameaça com força descomunal. Tudo isso diante da filha do cliente, uma adolescente de 15 anos, que também é ameaçada pela Polícia. No vídeo que circula na internet o gerente se refere ao cliente como "esse tipo de gente". Então o comando fascista distribui seus prepostos pelos órgãos públicos, que repetem os seus valores racistas e excludentes e a Polícia Militar da Bahia acata, como se fosse a um comandante, o gerente racista. Após manifestação dos diversos segmentos do movimento negro o gerente foi afastado. E a PM? O que acontecerá? A ONU recomenda acabar com ela.

2- Uma interessante reportagem no The Intercept Brasil desvenda os métodos da montadora Fiat, de infiltrar espiões, militares, para controle do movimento operário nos anos 70/80. 145 espiões dentro de uma fábrica. Ao perceber o surgimento ou crescimento de alguma liderança, o operário líder era acusado de roubo e demitido por justa causa. Aí descobrimos onde o ministro da justiça foi buscar os seus métodos. Escolheu aprender métodos fascistas ao invés de ler a Constituição. Por isso não consegue passar no exame da OAB, mesmo após 5 tentativas.

3- Mais uma queda no Governo fascista. Um representante da bancada da lama, acusado de receber alguns milhões, menos que Queiroz, acho, é afastado para não comprometer, ainda mais, o governo. Eles estava na equipe de Onyx. Rindo até 2020.

4- Em Salvador, um homem inteligente, cria uma forma de vender suco de laranja no carnaval. Sou informada por uma amiga da interessante engenhoca. Não consegui encontrá-lo ainda. Mas vai ter liquidação de laranja no carnaval.

5- Obviamente, a inconstitucional medida do MEC de obrigar os alunos a repetirem um slogan nazistas, caiu. O povo todo acostumado a viver fora da lei, pensa que tem uma ideiazinha fascista qualquer e pode sair implantando. Parece não ter assessoria que funcione. Outra pergunta que não quer calar: o que ele pretendia fazer com tantos vídeos de crianças feitos com celular? Esta foi a parte mais suspeita da história. De qualquer forma diversos Estados do Nordeste, comunicaram ao MEC a sua autonomia.

6- Um dos bolsofilhos apoia a criação do muro nos Estados Unidos. Será que o Brasil vai financiar? Será que ele imagina que, como brasileiro, entreguista, escapa de ser considerado um Cucaracha, por Trump? Pior, um Cucaracha X9.

Confira as todas as colunas:
Diário Não Oficial do Brasil