Página inicial > BRASIL > Diário Não Oficial do Brasil - Dia 126/365

Diário Não Oficial do Brasil - Dia 126/365

segunda-feira 6 de maio de 2019, por Fátima Froes,

106º dia de blindagem do bolsofilho. Será que mataram Queiroz? Fábio Schartsmann da Vale continua livre. 233 mortos e 37 desaparecidos no crime em Brumadinho.

1. Quem nasceu para bolsomínio nunca chega a cidadão. A rejeição de Nova Iorque à homenagem ao presidente eleito, envolvendo desistência de patrocinador, é transformado em "um prefeito recusou", o silêncio retumbante de Trump não foi ouvido.

2. Semana de mostrar cicatrizes para justificar nota baixa na escola e nos debates. Um fotógrafo desqualifica as cicatrizes do presidente eleito, chamando de cicatriz de diverticulite. Esse tipo de cicatriz serve para fugir de debates, quando não se quer deixar claras as suas intenções.

3. O governo declara definitivamente guerra a qualquer forma de pensamento. Ataque à cultura, segue com ataque à educação. Tudo inconstitucional. É o governo anti-vida. Querem nos transformar em terreno baldio para entregar ao capital internacional.

4. O ministro da educação é anti-educação. Privatização de todas as áreas e manter uma certa mão de obra sem formação para alguma política extrativista. Professores, estudantes, trabalhadores se unirão.

5. A ministra da família (em nome de jah!) destrói qualquer pensamento sobre sexualidade, contando histórias nunca confirmadas sobre goiabeiras, e é absolutamente anti-cidadania.

6. O ministro da justiça, hahahahahah, nem mesmo consegue passar por uma prova básica sobre constituição. Aprendeu powerpoint com um procurador e mecanismos de chantagens pagas disfarçadas em delações premiadas, e segue na sua jornada a favor do crime, também disfarçada de lei anti-crime. O anti-justiça.

7. O ministro de relações exteriores, está ou diretamente rompendo relações ou ajudando o presidente eleito a romper. Destruindo mercados inteiros, sem atrair novos, ideologizando tudo. Enfim o anti-chanceler.

8. E o ministro da economia, destrói a economia, liquidando tudo. Ou não aprendeu na escola o que é um mercado interno, ou não pretende ter esse mercado.

9. Resta-nos, talvez, o astronauta, que não é terraplanista, mas talvez tenha ido para o espaço. E falando nisso, cadê Queiroz?

Confira as todas as colunas:
Diário Não Oficial do Brasil