Página inicial > BRASIL > Diário Não Oficial do Brasil - Dia 141/365

Diário Não Oficial do Brasil - Dia 141/365

terça-feira 21 de maio de 2019, por Fátima Froes,

Presidente eleito convoca marcha contra o Legislativo e o Judiciário. G! informa que a estrutura de contenção da mina da Vale em Barão de Cocais/MG pode romper a qualquer momento.

1. Lá vamos nós sendo arrastados nessa loucura. Os cards convocando para a marcha do dia 26 contra o legislativo e o judiciário falam em sangue derramado pelo presidente eleito. Só lembrando, a facada não teve sangue. Se houve, foi sem sangue. Então colocar as coisas nesses termos mostra o grau de doença em que parcela da população está envolvida. Nem herói, nem anti-herói, apenas um incapacitado para a vida política, que a burguesia comprou para distribuir o país em lotes, entre si. Burguesia nacional e internacional, porque o conhecido "caneta compactor" não foi barato.

2. Fala-se que uma das funções da chamada da marcha fascista do dia 26, é forjar atentados, provocações, com o fim de propaganda política contra o Estado Democrático. A marcha foi convocada pelo presidente eleito contra os poderes legislativo e judiciário, a sociedade civil e tudo o mais que possa significar pluralidade de posições. Além de destruir o nosso patrimônio e nossos direitos, o propósito também é de destruir o país e os frágeis esboços do nosso incipiente estado democrático de direito.

3. Talvez o presidente democraticamente eleito queira, apoiado no clamor popular, implantar uma monarquia absoluta, e hereditária, no brasil. Com príncipes herdeiros e tudo o mais. Talvez se considere o "escolhido por Deus" para governar o país, como é dito em um vídeo que recém publicou nas redes sociais.

4. Milhões de brasileiros pobres e/ou desempregados estão ansiosos por saber como se consegue multiplicar sete anos de proventos de deputado estadual para obter 9,4 milhões de reais livres de despesas. O escritor Paulo Coelho supõe que Queiroz esteja morto. Eu também. Temos que ter uma prova de vida de Queiroz, preferencialmente dentro de uma prisão.

5. Nunca mais tive notícia dos 117 fuzis encontrados no jardim do vizinho do presidente.

6. O sitio G1 informa que a estrutura de contenção da mina da Vale em Barão de Cocais/MG pode se romper a qualquer momento. Fábio Schartsmann da Vale continua livre.

Confira as todas as colunas:
Diário Não Oficial do Brasil