Página inicial > BRASIL > Diário Não Oficial do Brasil - Dia 157/365

Diário Não Oficial do Brasil - Dia 157/365

quinta-feira 6 de junho de 2019, por Fátima Froes,

Celular hackeado do "conje" e "com Supremo com tudo" ainda vale.

1. O retrato do Brasil que nos constrange foi revelado hoje na imprensa. O jogador que é acusado de estupro e o disfuncional presidente eleito, condenado pela famosa frase: "não te estupro porque você é feia", confraternizam. Masculinidade tóxica, você vê por aqui.

2. O conje teve seu celular hackeado durante 6 horas, por um interessante hacker que não tratou de jogar na grande imprensa as conversas do ministro. Talvez a bandidagem tenha um código de ética muito mais interessante que o de alguns representantes do judiciário que atuam por aí.

3. E por falar em hackear, segundo o sitio do Correio do Brasil, a controvertida operação política denominada lava-jato plantou, a mando do então juiz Sérgio Moro, escutas nos telefones dos advogados de defesa do Presidente Lula. Na minha ingenuidade, entendia que este era um crime muito grave, por gerar relatórios de 14 horas de gravações que incluíam informações sigilosas da relação entre cliente e advogado, por esses relatórios terem sido dados ao conhecimento do juiz fora dos autos, por atentar contra o direito de defesa, criando uma assimetria nas informações disponíveis às partes e, enfim, eliminando a possibilidade de um julgamento isento. Isso, me parece, seria bastante para anular qualquer processo em condições normais de temperatura e pressão. Mas aquela trilha sonora, com o supremo com tudo, parece ainda estar valendo.

4. Nosso prisioneiro político indicado ao prêmio Nobel da Paz falou mais uma vez. Um gigante e nós aqui misturados com esse nanismo, de vermes improdutivos. Que tempos, senhoras e senhores.

Confira as todas as colunas:
Diário Não Oficial do Brasil