Página inicial > BRASIL > Diário Não Oficial do Brasil - Dia 160/365

Diário Não Oficial do Brasil - Dia 160/365

domingo 9 de junho de 2019, por Fátima Froes,

Sete, por alguma razão é considerado a conta dos mentirosos.

1. Adélio, da facada, é inimputável. Não pode ser penalizado porque é louco. Foi rapidamente perdoado pela bolsofamília e seu partido das laranjas, que destila seu ódio mortal para qualquer formiga que apareça pela frente e não perdoa nada, nem ninguém. Só os colegas de clube de tiro, pelo visto.

2. Queiroz ainda não foi considerado inimputável, mas já tem um foro privilegiadíssimo. Não acatou convocação da justiça, o conge ignora a situação, como lhe é conveniente, e não está na lista dos procurados, a não ser no campo da esquerda.

3. O conge, ele mesmo, grampeou 25 advogados da defesa de Lula e o único grampo que considera crime é o delemesmo. O resto segue aí com cumplicidade de outras instâncias se mantendo tão livre e impune dos seus atos quanto Adélio e Queiroz.

4. Os 117 fuzis na casa do vizinho do presidente foram considerados algo corriqueiro e normal, pelo visto. Fuzis enterrados, que estranho. Deve ser para florescer, num governo de terraplanistas, deve ser esta a resposta para o caso.

5. As laranjas do partido do disfuncional presidente eleito continuam florescendo. o nosso porno-deputado foi acusado pelo próprio motorista (rapaz, que profissão esta, nos tempos atuais) e seguirá circulando normalmente porque crime é para os outros.

6. Uzministrotudo apresentando currículo falso, que em países decentes seria um crime de falsidade ideológica, mas no fabuloso mundo de inimputáveis, talvez se achem todos incapazes, silêncio total, punição nenhuma.

7. O bolsofilho, aquele gênio imobiliário, está no 140º dia de blindagem e se encontra com corregedor, junto com papai. Aliás, chamado de MENINO, o bolsopai e o Neymar pai têm a mesma concepção de família e de filhinhos, todos muito bem protegidos com segurança máxima. Filhos acima de todos e de tudos. Mas os filhos deles, porque os dos outros circulam sem cadeirinha.
Mas os aposentados, pensionistas, órfãos, doentes não receberão os seus chamados benefícios porque o disfuncional presidente eleito e seu governo de inimputáveis só funciona na base da chantagem.

TODOS À GREVE GERAL NO DIA 14 DE JUNHO!!!

Confira as todas as colunas:
Diário Não Oficial do Brasil