Página inicial > BRASIL > Ongs colocam o dedo na cara de Bolsonaro: está queimando a floresta e a (...)

Ongs colocam o dedo na cara de Bolsonaro: está queimando a floresta e a imagem do País

quinta-feira 22 de agosto de 2019, por Ciranda.net,

Documento assinado em um dia por mais de uma centena de entidades e coletivos avisa ao presidente que ele não precisa das ongs para acabar com imagem do País la fora. Está fazendo isso sozinho.

Foto: GNews

Uma nota pública liderada pela Abong, e assinada por mais de cem entidades da sociedade civil respondem com indignação às insinuações do presidente Bolsonaro de que as queimadas na Amazônia, que atingem os níveis mais altos desde que seu governo voltou-se contra os sistemas e recursos para fiscalização, seriam fruto de ações de ongs para chamar a atenção.

Ao tentar justificar-se frente às denúncias e evidências da destruição – que nos últimos dois dias contaminou água e escureceu os céus distantes no Sul ,Sudeste e Centroeste, “o crime existe, e isso aí nós temos que fazer o possível para que esse crime não aumente. Mas nós tiramos dinheiros de ONGs” – prosseguiu o presidente. “Dos repasses de fora, 40% i foram para as ONGs. Não tem mais. Acabamos também com o repasse de dinheiro público. De forma que esse pessoal está sentindo a falta do dinheiro”.

As entidades que assinam a nota conjunta dizem que o aumento das queimadas não é um fato isolado. “No seu curto período de governo, também cresceram o desmatamento, a invasão de parques e terras indígenas, a exploração ilegal e predatória de recursos naturais e o assassinato de lideranças de comunidades tradicionais, indígenas e ambientalistas. Ao mesmo tempo, Bolsonaro desmontou e desmoralizou a fiscalização ambiental, deu inúmeras declarações de incentivo à ocupação predatória da Amazônia e de criminalização dos que defendem a sua conservação”.

Prossegue a nota: “O aumento do desmatamento e das queimadas representa, também, o aumento das emissões brasileiras de gases do efeito estufa, distanciando o país do cumprimento das metas assumidas no Acordo de Paris. Enquanto o governo justifica a flexibilização das políticas ambientais como necessárias para a melhoria da economia, a realidade é que enquanto as emissões explodem, o aumento do PIB se aproxima do zero.

“O Presidente deve agir com responsabilidade e provar o que diz, ao invés de fazer ilações irresponsáveis e inconsequentes, repetindo a tentativa de criminalizar as organizações, manipulando a opinião pública contra o trabalho realizado pela sociedade civil.

“Bolsonaro não precisa das ONGs para queimar a imagem do Brasil no mundo inteiro.”

Leia nota completa das Ongs: https://abong.org.br/2019/08/21/bol...

Acompanhe todas as notas da Ciranda sobre a Semana do Clima aqui