Página inicial > BRASIL > Semana do Clima: Jovens ocupam palco no show de Gilberto Gil e realizam ato (...)

Semana do Clima: Jovens ocupam palco no show de Gilberto Gil e realizam ato de protesto

sexta-feira 23 de agosto de 2019, por Ciranda.net, Mil Baianas,

"Não há Planeta B! Queremos Bem viver"

Foto: Benito Martinez

No show de Gilberto Gil comemorando a Semana Latino-Americana e Caribenha sobre Mudança do Clima em Salvador, dia 22.08, jovens ocuparam o palco para protestar: "Não há Planeta B! Queremos bem viver!" dizia a faixa. Gilberto Gil os acolheu, dando espaço no palco.


foto: Benito Martinez

Ainda com os manifestantes no palco, Gilberto Gil destacou a importância da participação dos jovens na semana do Clima. Ressaltando que gente precisa participar. Especialmente, "gente que está tomando consciência das dificuldades que estamos passando e mais ainda que é preciso agir, é preciso atuar, é preciso gente como essas que estão aqui. É preciso resistir!

E concluiu com o chamamento "Terra precisa resistir! E agora, ela ReExiste!"

O show foi gratuito para todos os participantes da Semana Latino-Americana e Caribenha sobre Mudança do Clima. Ele aconteceu no Salvador Hall, local sede do evento da Organização das Nações Unidas (ONU). Também fez show gratuito Carlinhos Brown.

Semana do Clima (Climate Week) regional da América Latina e Caribe

A Semana ocorre antes da Conferência das Partes do Clima, que ocorrerá no Chile após desistência do Brasil em sediá-lo. Mesmo não sendo um evento preparatório, porque tem foco em trocas de experiências e também em negócios do setor privado relacionados ao clima, a participação da sociedade civil deve organizar suas próprias agendas e dar-lhes visibilidade no processo da conferência global.

Nos dois primeiros dias (19 e 20), o evento foi fechado. Já nas datas seguintes (21, 22 e 23) está prevista a participação de autoridades, e as atividades forão abertas ao público.

A Ciranda participa da cobertura do evento, em iniciativa parceira do i17 com a TV Kirimuré, de Salvador, Instituto Hori, de audiovisual, o grupo Chave Tecnológica, e coletivo Mil Baianas em Salvador, MídiaReExistência e diversos coletivos sociais.