Página inicial > BRASIL > Dia 237/365 - Mas qual é o cardápio?

Dia 237/365 - Mas qual é o cardápio?

domingo 25 de agosto de 2019, por Fátima Froes,

O "dia do fogo" às margens da BR 163 foi combinado e reportagens comprovam. As ações de contrainformação potencializam as fakenews. Tudo usado pela trupe familiar governamental para desviar atenção dos reais ataques realizados.

Imagem: Duke https://domtotal.com/charge/2684/20...

PNG - 44.9 KB

1. As revistas Globo Rural e Fórum revelam que mais de 70 ruralistas e grileiros combinaram por whatsapp incendiar as margens da BR163, na região de Altamira, no Pará, no dia 10 de agosto, no que foi chamado o “dia do fogo”, um combinado horripilante para demonstrar apoio às ideias do ex-capitão que ora ocupa o Planalto, de afrouxar a fiscalização do IBAMA e eventualmente perdoar multas pelas infrações cometidas ao Meio Ambiente.

2. A tática de contrainformação utilizada não revela falta de conhecimento. Dia a dia temos que registrar que a única coisa que funciona com mínima eficácia nesse governo é a indústria das fakenews. Mas mesmo utilizando as redes de televisão abertas, as igrejas, os milhares grupos de whatsapp, a mentira oficial não consegue impedir que milhares de pessoas vão às ruas ou tomem conhecimento do que realmente está acontecendo.

3. As bravatas dos cevados generais de pijama, ou a linguagem vulgar do ex-capitão e seus desqualificados ministros não vão desmobilizar o mundo. Enquanto os robots espalham as mentiras através de memes, no twitter, plantam fotos de outras queimadas para acusar a esquerda pelas próprias práticas, as falas do síndico disfuncional confessam suas intenções genocidas, de retirada da população indígena, de favorecimento ao agronegócio e à mineração, o mundo continua a reagir, indignado.

4. Todo o repertório de barbárie é utilizado pela trupe familiar governamental para desviar a atenção. Piadas machistas, ofensas pessoais a dirigentes de outras nações, ministros que xingam chefes de estado estrangeiros de feios, bobos e chatos, enfim, nossa baixaria cotidiana atual. A conja do conge deu sua contribuição, publicou foto de uma mesa pronta para o jantar e aproveitou para fazer apologia ao machismo, nesse país que possui a quinta maior taxa de feminicídio no mundo. Aproveitamos para procurar atentamente na mesa posta pela conja algumas informações que seriam importantes: o que aconteceu com o dinheiro da APAE, o que aconteceu com o dinheiro de cunha, onde está Queiroz, onde está Adriano? quem matou Marielle Franco?

Não encontramos essas respostas no cardápio do conge.

Confira todas as colunas:
# # Diário Não Oficial do Brasil