Página inicial > BRASIL > Dia 276/365 - À Luz do Dia

Dia 276/365 - À Luz do Dia

quinta-feira 3 de outubro de 2019, por Fátima Froes,

Lula receberá da Cidade Luz o título de cidadão honorário. Ele não cabe na cela em Curitiba, porque não pode ser aprisionado em nenhum espaço físico

Imagem: Comitê Lula Livre https://lulalivre.org.br/lula-receb...

PNG - 44.9 KB

1. Aha!Uhu! Paris é nossa!!! Enquanto certo príncipe, nem tão regente, conta que se sente em casa em Paris, em um inexplicável apartamento de 11 milhões de euros, é o Presidente Luís Inácio Lula da Silva quem receberá da cidade luz o título de cidadão honorário e sim, ele não cabe naquela cela em Curitiba porque não pode ser mesquinhamente aprisionado em nenhum espaço físico.

2. Nessa temporada do mundo da terra plana, cada vez menos tupiniquim, parece que estamos no campo do sobrenatural, do carma, das respostas do universo. Impagável ver um membro do STF usar o powerpoint do procurador powerpoint contra o procurador powerpoint e, de quebra, ler trechos inteiros das reportagens do The Intercept Brasil com os inacreditáveis diálogos que desnudaram a natureza corrupta da operação. O partido da lava jato foi definido por esse mesmo membro do STF, de acordo com o Jornal GGN, como "uma verdadeira máquina de provas ilícitas" para "enganar o Judiciário e o próprio STF".

3. Também são dignos de folhetim os capítulos protagonizados pelo ex-procurador-geral da República, aquele que agora fala tudo. Da geladeira com bebidas alcoólicas de todos os tipos dentro do gabinete funcional, para os momentos de tensão, à trama mentirosa para derrubar um governo legalmente constituído pelo voto livre dos brasileiros. Tudo revelado à luz do dia, sem pudor.

4. O MPE do rio de janeiro cumpriu mandato de prisão contra 5 pessoas suspeitas de envolvimento no assassinato da Vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. Todas as pessoas são ligadas ao sargento Ronnie Lessa, reformado da polícia militar e vizinho do atual presidente eleito, apontado como o assassino da vereadora. Informação do Jornal Brasil de Fato.

5. No Rio de Janeiro a milícia-polícia, o braço armado do governador sniper, tem a ousadia de tentar destruir as provas do assassinato da menina Agatha Vitória. Reportagem da revista Carta Capital informa que o Hospital Getúlio Vargas, onde Agatha Vitória foi operada, foi invadido por um bando de policiais militares armados para tentar se apropriar do projétil que matou a criança. À luz do dia, em bando, armados, sem se preocupar com a lei.

Confira todas as colunas:
# Diário Não Oficial do Brasil