Página inicial > BRASIL > Dia 298/365 - A morte e a morte e a morte de um país saqueado

Dia 298/365 - A morte e a morte e a morte de um país saqueado

sexta-feira 25 de outubro de 2019, por Fátima Froes,

2.100 km de litoral nordestino, mais de 150 mil pescadores e marisqueiras artesanais atingidos em suas possibilidades de sobrevivência. A vida marinha destruída e o óleo chegando aos rios que abastecem as cidades.

Imagem: Gilberto Crispim https://fotospublicas.com/prefeitur...

PNG - 44.9 KB

1. O jornal GGN informa que o governo não pagou a contrapartida dos deputados que aprovaram a reforma da previdência. Contrapartida é eufemismo. Um representante do povo deve votar pelos interesses do povo, por óbvio, mas no caso do pior congresso que o dinheiro pode comprar, o voto tem preço. Um congresso que vende sua aprovação para leis contra o povo não representa nada além dos seus próprios interesses particulares. Mas, afinal, estamos num país em que procuradores prosperam vendendo palestras.

2. De acordo com o jornal, já circula a ameaça de que se não pagarem as emendas os parlamentares não votam mais nada. Mas não importa, já prejudicaram a vida dos trabalhadores. No congresso que vende votos, o consigliere Queiroz, o oculto, vende vagas em cargos, a preços módicos. Tudo harmônico.

3. Uma amiga lembra, em uma postagem, da fragilidade da democracia brasileira. Ao longo da sua história poucos são os presidentes concluíram o mandato. Apenas cinco presidentes eleitos pelo voto direto cumpriram integralmente seus mandatos, Eurico Gaspar Dutra, Juscelino Kubitscheck, FHC, o Presidente Luís Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, no seu primeiro mandato. Juscelino foi assassinado, Dilma foi deposta por um golpe no segundo mandato, Lula está preso e FHC, o compadre da elite, o príncipe da privataria, sobreviveu impune a dois mandatos e recebeu bons dividendos pelos serviços prestados. Um apartamento em Paris de 11 milhões de euros provavelmente deve estar entre os bônus recebidos.

4. O governo que ocupa o planalto é o perfeito representante da elite-trombadinha, que agora não precisa nem de verniz nem de polimento, as máscaras foram retiradas. Gulosa, desmedida, com parcerias escusas e obscuras, parte dela está instalada no agronegócio.

5. O jornal Brasil de Fato publicou dados da pesquisa do IBGE referentes ao censo agropecuário. Os dados são de 2017. Quase metade de toda a área agrícola do país é ocupada por apenas 1% das propriedades. Com os ataques aos povos indígenas e às florestas na Amazônia, provavelmente esta concentração vai aumentar, para satisfação dos predadores e de seus representantes no planalto.

6. A maior tragédia ambiental de todos os tempos, o derramamento de óleo na costa do Nordeste tem números impressionantes. 2.100 km de litoral nordestino, mais de 150 mil pescadores e marisqueiras artesanais atingidos em suas possibilidades de sobrevivência. A vida marinha destruída e o óleo chegando aos rios que abastecem as cidades. E o planalto incompetente se ocupa do diversionismo acusando ONG´s, mais especificamente o Greenpeace, além, é claro, da Venezuela.

Na perspectiva tão grave desse país que vai morrendo aos poucos, vale lembrar Walter Franco, que nos deixou ontem:

"Sorrir de doer
Doer de sangrar
Sangrar de morrer
Morrer de lembrar
Lembrar de esquecer
Esquecer de lembrar
Cansar de dormir
Dormir descansar"

Confira todas as colunas:
# Diário Não Oficial do Brasil