Página inicial > BRASIL > Dia 303/365 - Jogos de Azar

Dia 303/365 - Jogos de Azar

quarta-feira 30 de outubro de 2019, por Fátima Froes,

A elite trombadinha começa um novo ciclo. O ex-capitão começa a não ter mais muita utilidade. Agora é preciso alguém com ar de gerente e não de chefe de milícia. Quem mandou o vizinho do presidente matar Marielle Franco?

Foto: Midia Ninja http://midianinja.org/ivanabentes/p...

PNG - 44.9 KB

"Vai começar a inhana
Jacaré chupando cana
Macaco comendo banana
E Federal...."

(Bordão de venda de bilhete da loteria na década de 30)

1. Uma vez cumpridas as etapas de implementação do ultraliberalismo no país e atingida uma das principais metas, a reforma da previdência, a elite trombadinha começa um novo ciclo. É hora de mostrar as vísceras do grupo-instrumento utilizado para cumprir seus interesses, e assim o ex-capitão começa a não ter mais muita utilidade. Agora é preciso alguém mais limpinho, que tenha , talvez, um ar de gerente e não de chefe de milícia, que use cortes de calça melhores, camisa pólo e sapato mocassim.

2. Os veículos de sempre se encarregam da fritura gradual. Primeiro os áudios de Queiroz, o motorista com foro privilegiado, com a possibilidade, pasmem, de terem sido entregues pelo próprio. O conge, tão ávido em apontar a ilegalidade das mensagens divulgadas pelo Intercept, não fica nervosinho para saber a fonte dessas, e os áudios têm essa cara de pré-fabricados.

3. Mas como se tem que plantar possíveis novos candidatos para uma parcela da classe média que acha que é contra tudo que está aí, mas só combate a esquerda, começa a criar fantasias sobre o Presidente Luís Inácio Lula da Silva. O Intercept atrapalhou as ficções da elite e comprometeu uma de suas melhores apostas, e como consequência é preciso inventar algo mais forte, e aí começa a livre criação sobre o caso do assassinato de Celso Daniel. Ligar, sem nenhum sentido, ou fundamento real, Lula à morte de Celso Daniel tem exclusivamente a função de nivelar o ex-Presidente aos milicianos do Rio. Enredo frágil de novela, mas que consegue repercussão entre os isentões.

4. O síndico disfuncional ameaça com seus milicianos e generais, mas cada facção terá seus generais e milicianos a convocar. Afinal todos são faces de um mesmo dado. E assim começa uma nova disputa. As fraturas expostas são muitas. As dúvidas, idem.

Quem mandou o vizinho do presidente matar Marielle Franco?
A revolução será mulher, negra, lésbica, feminista, socialista.

Confira todas as colunas:
# Diário Não Oficial do Brasil