Página inicial > BRASIL > Dia 304/365 - Milícia acima de todos

Dia 304/365 - Milícia acima de todos

quinta-feira 31 de outubro de 2019, por Fátima Froes,

Um parlamentar ameaça lançar um AI-5, para calar, inclusive, o parlamento. O síndico disfuncional que ocupa o Planalto já deu 435 declarações falsas esse ano, conforme contagem do sítio Aos Fatos.

Imagem: Jonatas https://brazilcartoon.com/jnatas/wo...

PNG - 44.9 KB

1. Um parlamentar cujo único destaque é ser familiar do síndico que ocupa o planalto ameaça lançar um AI-5, para calar, inclusive, o parlamento. Isso deveria merecer uma suspensão e o início imediato de um processo de cassação por quebra de decoro. A falta de decoro parece ser um projeto familiar.

2. O síndico disfuncional que ocupa o planalto, alçado pelas eleições mais controversas de nossa república, já deu 435 declarações falsas esse ano, conforme contagem do sítio Aos Fatos. Entre as mentiras, de acordo com o Jornal GGN, está o fato de que o condomínio onde tem casa, no recreio dos bandeirantes, no Rio, não tem interfone. As ligações efetuadas pela portaria são feitas diretamente para os celulares ou telefones fixos dos moradores.

3. O porteiro do condomínio onde o presidente e o suspeito do assassinato da vereadora Marielle Franco têm casa teve a vida exposta ao fascismo miliciano. A imprensa de direita, e o ministério público, declaram sumariamente que o porteiro mentiu. É uma condenação categórica, ligeira, e talvez um tanto açodada, que possivelmente põe em risco a vida da testemunha, que é o elo mais fraco nessa história. A acusação sumária não se preocupa, contudo, em oferecer uma explicação razoável para as razões pelas quais ele teria sustentado a mesma mentira, com os mesmos detalhes, em mais de um depoimento. O assassinato da vereadora Marielle Franco corre o risco de cair na impunidade face à rápida ação de diversas corporações em arquivar e desaparecer com o caso.

4. Seguindo nos absurdos da republiqueta, a promotora do ministério público do Rio de Janeiro, responsável pelas investigações do assassinato da vereadora faz postagens claramente partidárias e fascistas, além de denominar o campo da esquerda, a que a vereadora pertencia, de “esquerdopatas”, e aparece em fotos tietando um deputado que proclamou o seu desprezo pela vítima quebrando uma placa da rua batizada em homenagem à vereadora. Essa pessoa não parece ter a necessária isenção para o desempenho adequado da função para a qual foi designada.

5. O silêncio da grande imprensa e dos órgãos que deveriam estar tentando conter o óleo no litoral do Nordeste, faz vir à tona novas hipóteses para as manchas de óleo que continuam surgindo. Algumas pessoas começam a considerar a hipótese de que o óleo esteja escapando por fissuras decorrentes de exploração inadequada no pré-sal. A falta de ações transparentes e consistentes em uma situação tão grave, e que afeta a tantos, desafia a compreensão e explicações na solução de um quebra cabeça largado ao acaso.

6. O pantanal queima, a chapada diamantina queima, e a Amazônia continua queimando com a confissão do ex-capitão, em discurso na Arábia Saudita, de que potencializou as queimadas. O rompimento de outra barragem da Vale ameaça Ouro Preto. Os níveis de agrotóxicos começam a inviabilizar nossas exportações. E o silêncio ao redor. Milícia acima de todos será nossa bandeira?

Confira todas as colunas:
# Diário Não Oficial do Brasil