Página inicial > BRASIL > Dia 10 (375) - Ano 2 - E a polícia militar continua existindo

Dia 10 (375) - Ano 2 - E a polícia militar continua existindo

sexta-feira 10 de janeiro de 2020, por Fátima Froes,

O sinistro que ocupa a pasta da Educação se consuma não só por escrever errado, mas por ter preguiça de usar o corretor ortográfico

Imagem: Miguel Paiva (whatsupp)

PNG - 44.9 KB

1. O crime gramatical do sinistro que ocupa a pasta da educação se consuma não só por escrever errado, mas, além disso, tem preguiça de usar o corretor ortográfico. A arrogância e o descaso são enormes, e a certeza de se manter na destruição do projeto da educação, tão duramente construído, é imensa. Irresponsável, inventa, e atira que não existe pesquisa em segurança pública no Brasil, o que configura o crime mais grave, evidenciado por uma total ignorância sobre o seu objeto de trabalho. Indolente, se locupleta em um posto em que deveria prestar serviços ao país.

2. Depois de 4 anos de devassa na vida de Lula, a polícia federal, agora sob nova direção, daquele que fabrica provas ou condena na ausência delas, segue na mesma batida. Nesse período a PF investigou a empresa de palestras do Presidente e o Instituto Lula, tudo devassado, quebrado sigilo fiscal, etc. e, concluiu pela inexistência de fatos e provas que pudessem caracterizar algum tipo de ilegalidade. Mas a pf do marreco não se intimida, e indiciou o Presidente mesmo assim, fundamentada em constituição própria e baseada em acusações requentadas e não comprovadas de outros processos (Jornal GGN).

3. Ainda no mundo sem provas, os estados unidos imputam ao Irã a queda de um avião comercial ucraniano que matou 176 pessoas, a maioria iranianos. Eles acreditam e têm suspeitas. Devem ter um power point também.

4. E, em nome de jesus, a conta da energia elétrica das chamadas igrejas neopentescostais deverá ser paga por todos os contribuintes, a arrecadação pelo dízimo não é suficiente para enriquecer os pastores, tem que arrecadar do estado laico.

5. Enquanto o povo do estado laico financia os pastores, o reajuste do salário mínimo será abaixo da inflação e o valor da cesta básica corrigido acima, muito acima. Afinal, para que vida terrena, na terra plana? Para dar prosseguimento ao genocídio do povo brasileiro, em um ano o governo do síndico disfuncional excluiu 1 milhão de beneficiários do bolsa família.

6. Em Salvador, na Bahia, uma jovem turista de 19 anos foi andar na praia com o namorado, aproveitando a lua cheia. Foram assaltados e ela foi estuprada. Não bastasse, um coronel da polícia militar responsabilizou a vítima pelo crime (sempre os militares, sempre as patentes), disse que ela “assumiu o risco”, e comparou o fato de uma mulher andar na praia a um carro que “trafega a 200 km/h, o motorista assume as consequências, o risco de bater, capotar. Foi a mesma coisa que aconteceu” (Carta Capital). Provavelmente seguirão impunes. A barbárie verborrágica da polícia militar sempre corre solta.

7. Na cidade do Rio de Janeiro, a polícia militar foi flagrada, prestando serviços, com dinheiro público, à milícia. Fazendo delivery de barris de chopp. A operação aconteceu na favela de rio das pedras, área que já acolheu Queiroz, o generoso de foro privilegiado. Parça que é parça é assim. E a polícia militar segue existindo.

Confira todas as colunas:
# Diário Não Oficial do Brasil