Página inicial > BRASIL > Dia 19 (384) - Ano 2 - A namoradinha do IV Reich

Dia 19 (384) - Ano 2 - A namoradinha do IV Reich

domingo 19 de janeiro de 2020, por Fátima Froes,

A pasta da Cultura continua indefinida, mas o edital com base no conceito nazista de arte continua de pé. Segue a paquera com a namoradinha do IV Reich.

Imagem: Marco Jacobsen

PNG - 44.9 KB

1. A pasta da Cultura continua indefinida, mas o edital com base no conceito nazista de arte continua de pé. Segue a paquera com a namoradinha do IV Reich. Talvez ela considere o salário pequeno, teria que abrir mão de um contrato maior, mas como ruralista pode ter compensações. Pode talvez prosseguir e validar campanhas contra a demarcação de terras de quilombolas e índios guarani-kaiowá como projeto de cultura. A candidata pecuarista à secretaria de cultura apoia e participa de comícios contra os direitos da população indígena. Em 2008 foram assassinados 42 índios guarani-kaiowá no mato grosso do sul (sitio Pragmatismo Político). Alguém que vem do ramo do entretenimento pode ser o perfil perfeito para o projeto de imbecilização pela cultura que o síndico disfuncional propõe.

2. O escândalo da Secretaria de Comunicação do Governo continua transbordando, mas o secretário, é claro, continua firme no seu cargo. Dessa vez não foi necessário nem pedir desculpas. A “rachadinha” é perfeita. A agência de publicidade que mais recebe recursos da Secom, a Artplan, é cliente da empresa do secretário (Jornal Brasil 247). O gênio Queiroz continua no comando.

3. Uma possível visita do síndico à Índia, que eventualmente serviria para fugir do Fórum Econômico Mundial de Davos, e de um provável encontro com Greta, a pirralha adolescente, não é bem vista pelos produtores rurais indianos que lançaram a campanha #GoBackBolsonaro, contra a presença do ex-capitão. Os indianos protestam contra o “regime corrupto e repressivo” do síndico, as “políticas destrutivas e exploradoras no Brasil, incluindo a abertura de portas para a espoliação corporativa da floresta amazônica”, e a postura do governo brasileiro na OMC, de atacar o valor dos subsídios recebidos pelos produtores indianos para plantação de cana-de-açúcar tomando como referência “os valores de importação e exportação da década de 1980, ignorando a inflação do período”. E explicam que o “protesto também será uma ação de solidariedade em apoio ao povo brasileiro” (Jornal Brasil de Fato).

Confira todas as colunas:

# Diário Não Oficial do Brasil