Página inicial > BRASIL > Sob pressão da PM-BA, estudantes desocupam o Colégio Estadual Odorico (...)

Sob pressão da PM-BA, estudantes desocupam o Colégio Estadual Odorico Tavares

quarta-feira 22 de janeiro de 2020, por Mil Baianas,

A ocupação dos estudantes secundaristas no Colégio Odorico Tavares acabou nesta madrugada, por volta das duas horas da manhã.

Foto: Ludimilla Teixeira


Foto: Ludimilla Teixeira

Durante toda a noite os jovens resistiram e cantaram:

Vídeo: "Polícia é para ladrão, para estudante não"

Vídeo: "Fica ligado, fechar escola é coisa de Bolsonaro"

Não houve negociação. O governo estadual cortou a energia e a água da escola.

Fotos: Ludimilla Teixeira

A Polícia Militar cercou a escola. Comida ou doações não foram permitidas de entrar. ao contrário, a comida foi deixada no chão, na frente dos PM.

Quando questionados, os policiais diziam que se queriam água ou comida, que saíssem da escola.

JPEG - 90.9 KB
JPEG - 83.1 KB
JPEG - 83.5 KB
JPEG - 59.8 KB

Fotos: Ludimilla Teixeira

Depois de horas de tensão, resistência e tentativas de negociação, os estudantes saíram da escola, cantando:

Vídeo: "Ocupar e resistir".

Advogados populares, pais, alunos e professores permaneceram durante toda a noite no lado de fora do Colégio, acompanhando a situação, em apoio ao movimento.

JPEG - 71.6 KB

Foto: Ludimilla Teixeira

O movimento pela manutenção do Colégio Odorico Tavares continua. A ocupação serviu para chamar atenção para o caso. E trazer o debate para a sociedade.