Página inicial > BRASIL > Dia 34 (399) - Ano 2 - Perdeu, Playboy!

Dia 34 (399) - Ano 2 - Perdeu, Playboy!

segunda-feira 3 de fevereiro de 2020, por Fátima Froes,

Incomodada, a rede Goebbels tenta desqualificar o documentário Democracia em Vertigem para fazer o seu público desacreditar da história do golpe.

Imagem: Rede Brasil Atual

PNG - 44.9 KB

1. O filme brasileiro Democracia e Vertigem continua sua trajetória contando o golpe misógino-midiático-jurídico-parlamentar com apoio militar que sofreu o país. Incomodada, a rede Goebbels tenta desqualificar o documentário para fazer o seu público desacreditar da história do golpe. Tosca e primária coloca um dos seus vassalos para atacar o filme de forma sexista e desqualificada.

2. O vampiro articulador do golpe, o temeroso, o vice traidor acusado pela Odebrechet de receber propinas ignoradas pelo partido do lava jato, está encomendando o seu próprio filme. Vai tentar concorrer, comprar, ou sei lá o o que ao seu próprio Oscar. Já tivemos antes uma encomenda a um cineasta para aplicar o golpe de apresentar uma versão manipulada dos fatos, caiu no ostracismo, na prateleira dos golpistas.

3. Não é o único que tenta recontar. O suspeitíssimo secretário de comunicação tentar montar um "esquadrão bolsonarista" na sua pasta. Recruta pessoas para o serviço público com esse critério e também comanda ataques pessoas à cineasta indicada para o Oscar. Nas duas situações, viola preceitos constitucionais.

4. A resposta correta, em linguagem miliciana, para esse desvario é: perdeu playboy! A história já tomou outro rumo.

Confira todas as colunas:

# Diário Não Oficial do Brasil