Página inicial > BRASIL > Riachão Presente!

Riachão Presente!

segunda-feira 30 de março de 2020, por Tatiana Scalco - Ciranda Bahia,

Lenço no pescoço e no bolso, chapéu de feltro e a inseparável toalhinha: o figurino do lendário Riachão.

Imagem : Facebook Riachão – Junior Lima

Hoje perdemos Riachão. Conhecido como Cronista musical da cidade de Salvador, o sambista trazia o cotidiano da cidade e dos baianos em seus sambas.

Riachão nasceu no bairro do Garcia, em Salvador. Caçula de uma família com 16 filhos, fazia som desde criança. Começou batucando nas latas que usava para buscar água para casa.

Aos 12 anos escreveu sua primeira música. Foi cantor de rádio. Compôs sambas clássicos, entre eles “Cada Macaco no seu Galho”, “Vá Morar com o Diabo” e “Retrato da Bahia”. Caetano Veloso, Jackson do Pandeiro, Gilberto Gil e Cassia Eller gravaram suas obras.

O samba perde uma grande figura. A Bahia perde uma grande figura.
Riachão, Presente!

Cada Macaco no seu Galho

Cho, chuá
Cada macaco no seu galho
Cho, chuá
Eu não me canso de falar
Cho, chuá
O meu galho é na Bahia
Cho, chuá
O seu é em outro lugar
Não se aborreça, moço da cabeça grande
Você vem não sei de onde
Fica aqui, não vai pra lá
Esse negócio da mãe preta ser leiteira
Já encheu sua mamadeira
Vá mamar noutro lugar
(Riachão)