Página inicial > BRASIL > Dia 120 (484) - Ano 2 - A Terra Plana alinhada

Dia 120 (484) - Ano 2 - A Terra Plana alinhada

quarta-feira 29 de abril de 2020, por Fátima Froes,

O novo gestor da saúde parece ter um alinhamento maior com o genocida do planalto. Dos 14.100 respiradores prometidos apenas 272 foram entregues

Imagem: Fred Ozanan

PNG - 44.9 KB

1. O síndico genocida disfuncional, agora sem vozes dissonantes ao lado, chama de palhaçada as medidas de isolamento, que são, até aqui, a única forma de impedir a explosão de casos (Jornal a Tarde). A palhaçada de cuidar da vida das pessoas é tratada com desprezo pelos integrantes do governo. O novo gestor da saúde parece ter um alinhamento maior com o genocida do planalto (Jornal a Tarde). Dos 14.100 respiradores prometidos apenas 272 foram entregues (Folha UOL).

2. São 5.466 mortos, e como um verdadeiro miliciano, ele ameaça os governadores que têm atitude de combate ao vírus. Ameaça com a "sua PF" (Jornal Brasil 247), assumindo que realmente utiliza a polícia para perseguição política, no estilo iniciado pelo ex-ministro, o notório limpinho e cheiroso marreco leigo, que usava o aparato judiciário para impulsionar a sua trajetória ao STF ou, quiçá, à cadeira do síndico. Indiferente, recusa apoio logístico ao estado do Amazonas na compra de caixões para enterrar vítimas do covid-19 em um estado que com o sistema de saúde exaurido, acumula corpos de pessoas em câmaras frigoríficas.

3. O capitão parece pretender ocupar o primeiro lugar nas mortes no mundo. O que seria a primeira meta: ultrapassar a China, já foi atingida no dia 28 de abril, quando chegamos a 5.017 mortos na contagem oficial. Mas esses números, como tudo que acontece no governo, não são confiáveis. Não realizamos testes suficientes para termos clareza da nossa realidade.

4. O ex-ministro da saúde Arthur Chioro, alertou ao jornal Brasil 247 que a crise epidemiológica brasileira está se agravando por conta da irresponsabilidade do síndico genocida. Ele diz que “a subnotificação mascara a realidade: o número de contagiados é muito maior do que os dados oficiais, com a taxa de mortalidade atingindo 7% (...) Os casos considerados leves, assintomáticos e que representam 85% não estão contidos entre os casos confirmados”. O ex-ministro estima que o país tenha hoje entre 800 mil a 1 milhão de brasileiros infectados pelo covid-19. Uma catástrofe terraplanista.

#FORABOLSONARO!

  1. Confira todas as colunas:

Diário Não Oficial do Brasil