Página inicial > BRASIL > Dia 124 (488) - Ano 2 - Mílicia Nefasta

Dia 124 (488) - Ano 2 - Mílicia Nefasta

domingo 3 de maio de 2020, por Fátima Froes,

A ordem subjacente soa como: matar. Tudo que pensa e tudo que produz. Parece, realmente, um grupo de milicianos ocupando um território. O chorume da ditadura

Imagem: Toni D’Agostinho - Facebook

PNG - 44.9 KB

1. 7.025 mortos por covid-19 no Brasil hoje.

2. O dinheiro público está sendo usado para manter o genocida no poder. Na compra de políticos para votarem contra um possível impeachment e na distribuição de cargos para o não exercício das políticas públicas.

3. A cena: o capitão convoca um grupo insano de apoiadores, violentos e capazes de qualquer negócio, para se exporem na frente do palácio do planalto, enquanto anuncia a gota que falta, ameaça usar o poder que controla, faz cara feia, e desfila com crianças sem máscaras e grupos emitindo sons estranhos, que mais parecem de um berrante.

4. A ordem subjacente soa como: matar. Tudo que pensa e tudo que produz. Parece, realmente, um grupo de milicianos ocupando um território. O chorume da ditadura, exposto a luz do dia, fétido e horroroso como toda essa herança, faz pose de multidão, com câmeras fechadas, e desfila a estética da intolerância e da mediocridade Entreguista subserviente, com pregação de morte, e com direito a serviços fúnebres sobrecarregados por todo o país.

5. Assim o capitão pretende sobreviver à sigilosa delação tão premiada do marreco que, de acordo com suas próprias palavras, produziu e gravou provas contra si e todo o governo. O marreco que deslizava cúmplice agora grasna todo protegido.
No horizonte mais uma semana nefasta.

  1. Confira todas as colunas:

Diário Não Oficial do Brasil