Página inicial > BRASIL > Livro explica planejamento governamental para céticos

Livro explica planejamento governamental para céticos

quinta-feira 14 de maio de 2020, por Tatiana Scalco - Ciranda Bahia,

Na contramão do desmonte promovido pelo atual governo, os artigos reunidos por José Celso Cardoso Júnior discutem e trazem reflexões sobre a importância do estado que planeja e oferece serviços públicos à sociedade

Preocupação com o futuro. Resistência democrática. Dever do Governo. Direito do Cidadão. Tudo isso é Planejamento Governamental. Alguns chamam de Planejamento Estratégico Público (PEP), outros de Planejamento Estratégico Governamental (PEG). Seja qual for a denominação e/ou sigla utilizada, ele é fundamental para a condução de transformações sociais.

É isto que explica o livro organizado por José Celso Cardoso Júnior, Planejamento Governamental para Céticos: Evidências Históricas e Teóricas no Brasil.

Coletânea de artigos de 13 autores e colaboradores, "o livro revela tanto a
trajetória acidentada dos sistemas de planejamento governamental brasileiro", como experiências setoriais promissoras que trazem consigo inspirações para que se possa avançar, diz Ronaldo Coutinho Garcia em resenha publicada na Revista RBPO.

Na contramão das ideias propagadas de desmonte do Estado, promovido pelo governo de Jair Bolsonaro e Paulo Guedes, os artigos reunidos por Cardoso Júnior discutem e trazem reflexões sobre a importância do estado que planeja e oferece serviços públicos à sociedade. Este se contrapõe àquele estado mínimo de "milagrosos poderes" que promove a "desregulamentação e a liberação de capital do máximo possível de regras civilizatórias”, escreve Ronaldo Coutinho Garcia, e que cobra um preço alto: “aumento das desigualdades sociais; desnacionalização da economia; desindustrialização; insegurança e violência públicas, entre muitas outras consequências perversas.”

"Discutir o planejamento governamental nos tempos difíceis em que estamos vivendo é, sem dúvida, um exercício de resistência democrática", diz Coutinho Garcia, um dos autores, para quem estado sem planejamento significa estado que improvisa, decisões erráticas, ausência de processos de coordenação, desarticulação público-privada. Ou seja, não promove desenvolvimento nacional inclusivo e sustentável. Ele vê a nova coletânea surgindo como um alento no momento em que a apatia, o imobilismo, o desânimo, o desencanto tomam o espírito de muitos.

O livro tem a virtude de sacudir, despertar, estimular a criatividade e chamar à luta pelo presente e o futuro, diz Coutinho Garcia. Basta "que nossos ouvidos estejam abertos a escutá-lo".


O livro encontra-se disponível aqui, gratuitamente, no site da Cirandanet. Para baixar basta clicar no nome.

Planejamento Governamental para Céticos: Evidências Históricas e Teóricas no Brasil.

Confira os nomes dos autores e colaboradores reunidos neste livro:

- José Celso Cardoso Jr. - Economista (FEA/USP) , Mestrado em Teoria Econômica e doutorado em Desenvolvimento (com especialização em Economia Social e do Trabalho)(IE/UNICAMP). Desde 1997 é Técnico de Planejamento e Pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), onde ocupou cargos de coordenador, diretor - adjunto e diretor. Foi diretor do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), Governo Federal, Brasil, Chefe da Assessoria de Planejamento do Ministro de Estado da Defesa e, em 2016 (até a consumação do golpe) foi Secretário da Secretaria Executiva do CDES/ PR (Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, Presidência da República, Brasil). No período 2019/2021 exerce a função de Presidente da Associação dos Funcionários do Ipea (Afipea Sindical).

- César Antônio Locatelli de Almeida Economista e mestre em economia pela PUC-SP, com a dissertação: “Economia política no Brasil: o primeiro governo Lula”. Trabalhou e ministrou cursos sobre o mercado financeiro. Foi membro dos Jornalistas Livres. Escreve para a mídia independente em veículos como Carta Maior, Jornal GGN e Brasil247. Dirige o projeto de mídia independente Democracy Now! Brasil.

- Cláudio Alexandre de Arêa Leão Navarro Bacharel em Engenharia Elétrica, Universidade de Brasília (2000). Pós-Graduação em Redes de Comunicações, Universidade de Brasília (2004). Mestrado em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional, Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares, Universidade de Brasília (2016). Atuou 8 anos na iniciativa privada, na área de Telecomunicações. Analista de Infraestrutura no Ministério das Comunicações (2008/2009). Atualmente é Analista de Planejamento e Orçamento Federal. Já atuou na área de monitoramento e avaliação do PPA, foi assessor da Secretaria do PAC (SEPAC) e hoje atua na área de Petróleo e Gás no Ministério da Economia

- Daniel Tarragó Sanfeliu Professor catedrático de Ciência Política da UAB e professor da Universidade de Girona (UdG).

- Diogo Joel Demarco Engenheiro agrônomo e mestre e doutor em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FEUSP). Professor do curso de Administração Pública e Social da UFRGS e coordenador do NupeGem.

- Eugênio A. Vilela dos Santos Graduado em Direito pela Universidade Federal de Uberlândia. Escreve sobre atividades com as quais trabalha, abordando as interfaces e os conflitos entre Estado, burocracia, planejamento, finanças, políticas públicas, orçamento, controle e gestão. No exercício do cargo de Analista de Planejamento e Orçamento trabalhou na Secretaria de Planejamento, na Secretaria Executiva do então Ministério do Planejamento, na Secretaria de Orçamento e na Subchefia de Análise e Acompanhamento de Políticas Governamentais. Atualmente, está em exercício no Ministério da Saúde.

- Jackson De Toni, Doutor em Ciência Política pela Universidade de Brasília (UnB), mestre em Planejamento Urbano e Regional pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, graduado em Economia pela PUC do Rio Grande do Sul e especialista em Análise de Dados em Políticas Públicas pela ENAP. Foi Técnico de Planejamento e Diretor Geral da Secretaria de Planejamento e Gestão do Estado do Rio Grande do Sul, consultor técnico da Presidência da República e Gerente de Planejamento e Gestão da APEX-Brasil. Coordenou e publicou vários estudos sobre a indústria brasileira, avaliação de políticas públicas e planejamento estratégico governamental. Atualmente, é especialista em projetos do quadro técnico da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). É autor do livro “O Planejamento Estratégico Governamental: reflexões metodológicas e implicações na gestão pública”, Editora InterSaberes. Professor de políticas públicas e planejamento governamental no IBMEC/DF, IDP e ENAP.

- Luciana Pazini Papi Cientista Social e Dra. Ciência Política pelo PPG de Ciência Política da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Professora do curso de Administração Pública e Social da UFRGS e coordenadora do NupeGem.

- Luana Kohlrausch Mestre em Políticas Públicas, pesquisadora do Núcleo de Pesquisa em Gestão Municipal - NupeGem /UFRGS.

- Paxuca Barcellos Sanchez Graduanda do curso de Administração Pública e Social, pesquisadora de Iniciação Científica do NupeGem /UFRGS.

- Quim Brugué Torruella Professor associado do Departamento de Sociologia da Universidade Autônoma de Barcelona (UAB), do Departamento de Ciências Políticas da Universidade Pompeu Fabra (UPF) e do Departamento de Pedagogia da Universidade de Girona (UdG).

- Rafael Martins Neto Mestre em Políticas Públicas e Desenvolvimento pelo IPEA, possui graduação em Administração pela Universidade de Brasília (2006). Desde 2009 faz parte da carreira de Analista de Planejamento e Orçamento do governo federal, na qual exerceu atividades relacionadas a elaboração, monitoramento e avaliação do Plano Plurianual, acompanhamento de políticas setoriais, elaboração e consolidação da Estratégia Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social e a participação como docente em cursos de aperfeiçoamento na área de planejamento público

- Ronaldo Coutinho Garcia Sociólogo, Técnico de Planejamento e Pesquisa do IPEA (desde 1978), trabalhou com desenvolvimento regional/rural, bioenergia, avaliação social de tecnologias agrícolas, segurança alimentar. Tem se dedicado à área de processos de governo, planejamento governamental e capacidades de governo. Ocupou diversos cargos no governo federal (SEPLAN/PR, Casa Civil, Secretaria do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social/PR, Ministérios da Agricultura, do Desenvolvimento Agrário/ INCRA e do Desenvolvimento Social) e no do Distrito Federal (nas secretarias de Governo e de Planejamento).

- William Vella Nozaki Graduação em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (FFLCH/USP), com ênfase em Ciência Política, e mestrado em Desenvolvimento Econômico pela Universidade Estadual de Campinas (IE/UNICAMP), com ênfase em História Econômica. Atualmente é docente do curso de Ciências Sociais na Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP) e professor-convidado no curso Estado, governo e políticas públicas na Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (FLACSO). Tem experiência nas áreas de Economia e Ciência Política, com destaque para as seguintes linhas de pesquisa do CNPq: Estrutura e Transformação do Estado; Crescimento e Desenvolvimento Econômico; Teoria e Política de Planejamento Econômico.

Serviço:
Livro Planejamento Governamental para Céticos: Evidências Históricas e Teóricas no Brasil”. organizado por José Celso Cardoso Jr. Disponível para download aqui..